segunda-feira, outubro 31, 2011

Mulheres bonitas & cocaína


Pessoal,

Vejam que interessante... Matéria da Época Negócios:

Um estudo feito pela universidade de Harvard descobriu que a visão de um rosto de uma mulher atraente ativa os mesmos centros nervosos no cérebro de um homem que a cocaína. Durante os testes, foram mostradas fotos de mulheres atraentes aos participantes. Imagens do cérebro revelaram que uma área chamada circuito de recompensa – responsável pela coordenação de todas as atividades que envolvem o prazer –disparou quando eles olharam para rostos bonitos. O efeito causado pela visão das beladades aos homens avaliados é muito similar ao desencadeado pela cocaína no cérebro humano. Testa com curvatura proeminente, olhos, nariz e boca localizados em posição relativamente baixa, olhos grandes, bochechas redondas e queixo pequeno estavam entre as características que os homens consideraram mais atraentes. 

Sérgio

Elas batem. Eles apanham...


Pessoal,

Matéria da Revista Época desta semana. E, reparem, as meninas falam deste comportamento absurdo com orgulho. Tenho medo de onde vamos chegar no Brasil de tamanha falta de educação, cidadania, noção, onde a única coisa que abunda, além de putaria (para fazer um trocadilho infame, mas, real), é a corrupção, a degradação do ser humano e a violência. Lastimável... Leiam e reparem que, em geral, os (mal) exemplos vieram da própria família. Sem estímulos de valores como amor, compaixão, carinho, respeito, amizade e outros desta natureza, as crianças são expostas à situações diametralmente opostas, como excesso de violência, abandono, desrespeito, falta de cuidado e educação, familiar e escolar, além de sexualidade precoce e equivocada. O resultado é este: crescem sem valores, respondendo somente a estímulos, como animais... E acham que está bom assim. E vão se reproduzir, o que é pior, perpetuando esta "vida". Reparem no sorriso orgulhoso da apedeuta acima, uma das que agride namorados. E pensar que nossos filhos, criados de outra maneira, estão expostos a este tipo de gente e sociedade... Há um gráfico assustador na reportagem, cliquem AQUI para ver.


No quarto do namorado da estudante carioca L.M., de 17 anos, há um buraco no armário. É resultado do arremesso de um cinzeiro, lançado por ela. O alvo não era a mobília, mas a cabeça dele. Aconteceu durante uma briga, no fim do ano passado. Eles estavam juntos havia seis meses. O namorado de L.M. implicava quando ela conversava com outros garotos ou passeava sozinha. Na véspera de uma viagem dele, ela comentou que sairia com uma amiga. Ele reclamou. “Tivemos uma discussão e, quando vi, estava atirando o cinzeiro”, diz L.M. Por sorte, a garota não tem boa pontaria. O objeto arranhou o braço do namorado e quebrou o armário. O relacionamento sobreviveu, também com arranhões. O casal ficou um tempo separado e depois reatou, em outras bases. “Ai dele se me estressar de novo”, afirma L.M. A estudante do 2o ano do ensino médio diz que parte de suas amigas tem um comportamento parecido. “Elas são mais ‘macho’ que os namorados. Xingam, empurram. Não dão mole para eles.”

As cenas violentas do namoro de L.M. se repetem na vida de milhões de brasileiros. É o que revela o mais completo levantamento sobre agressões no namoro, realizado pelo Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (Claves) da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Foram pesquisados 3.200 estudantes de 104 escolas públicas e privadas em dez Estados. A conclusão é chocante. Nove em cada dez adolescentes afirmaram praticar ou sofrer violência no namoro. E quem mais bate são as meninas. Quase 30% delas disseram agredir fisicamente o parceiro. São tapas, puxões de cabelo, empurrões, socos e chutes. Entre os meninos, 17% se disseram agressores. Essa violência não distingue situação social. Metade da amostra é das classes A e B. “As meninas estão reproduzindo um padrão estereotipado do comportamento masculino”, diz uma das coordenadoras da pesquisa, Kathie Njaine, professora do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina. O motivo das agressões é quase sempre o ciúme e a vontade de manter o parceiro sob controle. O estudo está no livro Amor e violência (Editora Fiocruz), lançado em agosto.

Os dados do Claves não sugerem que a natureza das meninas seja mais agressiva que a dos meninos. As atitudes denunciam algo mais complexo: relacionamentos violentos, em que a agressão, física ou emocional, é o meio que os parceiros usam para se comunicar. Funciona como uma estratégia de negociação, na falta de outro tipo de diálogo. Elas dizem bater para se defender. Os meninos, para revidar. Na maior parte dos casos, ambos assumem o duplo papel de vítima e agressor. Os dados do Claves revelam essa ambiguidade: 86,8% dos entrevistados se disseram vítimas e 86,9% agressores. As meninas dizem fazer mais ameaças: 33% afirmaram insinuar destruir objetos ou arremessar algo. Entre eles, 27% relataram esse tipo de comportamento. Elas ainda recorrem ao expediente de espalhar boatos contra o parceiro e tentar afastá-lo dos amigos, prática conhecida tecnicamente como “violência relacional”. Cerca de 20% dos rapazes declararam ser vítimas dessa estratégia ardilosa. Entre as meninas, 14% sofreram com a atitude.

A violência praticada pelas meninas pode não deixar marcas físicas porque elas têm menos força para machucar. Mas causa danos emocionais. “Os meninos dizem que as agressões não doem fisicamente, mas eles se sentem moralmente agredidos e humilhados”, afirma a psicóloga Queiti Oliveira, uma das autoras do estudo. Quando são eles que batem, triplica a chance de a menina sair ferida. Eles também recorrem com mais frequência à violência sexual – de beijos forçados a relações não consentidas. A sua maneira, as meninas também usam esse tipo de agressão. Quase 33% das adolescentes disseram forçar o namorado a tocá-las ou pressioná-los a transar, colocando em xeque sua virilidade.

A violência no namoro adolescente é um fenômeno internacional. Pesquisas estimam que entre 20% e 60% dos relacionamentos juvenis sejam baseados em agressões. Nos Estados Unidos, um em cada quatro adolescentes diz sofrer abuso físico, emocional ou sexual do parceiro. Lá também parece que as meninas fazem agressões mais frequentes, embora haja discordância sobre quem bate primeiro. “Dada a natureza diferente das agressões praticadas por meninos e meninas, é difícil compará-las para entender quem agride mais”, escrevem os pesquisadores da organização americana Centro Nacional de Recursos contra a Violência Doméstica. Outra dificuldade é estabelecer quando um clima tenso no casal evoluiu para a troca de provocações ou tapas.

Ainda não se sabe se esse tipo de violência sempre existiu ou se está aumentando agora. Há poucos dados sobre o tema de 20 anos para trás. Primeiro, porque esse tipo de pesquisa costuma ser de difícil execução. Em segundo lugar, o conceito de violência é complicado de definir. É possível que o problema sempre tenha estado ali, mas só apareceu quando nossa percepção se tornou mais aguda. A valorização dos direitos humanos e o aumento do nível de educação da população nas últimas décadas deixou as pessoas cada vez mais sensíveis a nuances sutis de agressão. As ofensas verbais, hoje consideradas uma forma de ataque emocional, foram tidas por muito tempo como asperezas naturais dos relacionamentos.

É provável que parte da violência esteja ligada à mudança no papel feminino. Um levantamento com 320 adolescentes entre 10 e 19 anos, feito pelo Centro de Atendimento e Apoio ao Adolescente da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), sugere que 22% das meninas atendidas têm comportamento violento contra outras pessoas (sejam meninos, amigas, pais ou professores). Esse padrão só aparece em 12% dos meninos. “Parece que, ano a ano, a agressividade entre as meninas aumenta”, afirma a socióloga Miriam Abramovay.

Num estudo coordenado por ela com 13 mil estudantes de cinco capitais brasileiras, 10% das meninas afirmaram já ter batido em alguém na escola. Segundo Miriam, para conseguir o mesmo status de liderança conferido aos homens, as meninas decidiram usar as mesmas táticas: se impor pela força. Inclusive entre elas. “A imagem de feminilidade tradicional não é mais aceita pela sociedade. As meninas competem com os meninos em tudo, no mercado de trabalho, no vestibular, na atenção de outros amigos.”

“Os garotos estão apanhando direto. Estão acuados. Como eles são mais fortes, têm medo de revidar e ficam quietos”, diz a jovem G.F., de 18 anos. Há uma semana, ela terminou um relacionamento de três anos com seu primeiro namorado. Não é a primeira vez. O casal, chamado de ioiô pelos amigos, vive rompendo e reatando por causa do temperamento explosivo de G.F. O motivo, dessa vez, foram as agressões contra o rapaz, de 19 anos. “Ele chegou a minha casa tarde depois do futebol com os amigos, sem avisar. Perdi o controle e parti para cima dele. Dei tapa, soquei, arranhei. Também o chamei das piores coisas possíveis”, diz. Segundo ela, o namorado não reagiu, apenas a empurrou para trás para se defender. G.F. diz que sua agressividade é reação ao comportamento da mãe, que, de acordo com ela, é submissa ao padrasto. “Quero tanto ser diferente que acho que meus namorados acabarão sofrendo.” G.F. diz querer evitar a atitude submissa de sua mãe. Mas acaba reproduzindo em seus relacionamentos o inverso do que vê em casa.

O exemplo doméstico é considerado uma das principais causas da violência no namoro adolescente. Na pesquisa do Claves, os agressores tinham 2,6 vezes mais chances de viver em ambiente violento. De acordo com o psicólogo canadense Albert Bandura, professor da Universidade Stanford e criador da teoria da aprendizagem social, os seres humanos aprendem pela imitação. Por isso, o adolescente agressor de hoje pode ter assimilado modelos de violência no relacionamento entre os pais. Quando ele se vê em papel semelhante, reproduz o mesmo padrão de comportamento. “A criança passa a confundir violência com cuidado”, diz a psicóloga Vivien Bonafer Ponzoni, coordenadora do Núcleo de Família e Casal da Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama, em São Paulo. A formação da personalidade também é abalada pelas experiências da infância. Isso pode tornar o jovem mais propenso a repetir esse tipo de comportamento. Como as relações familiares influenciam nossa capacidade de regular emoções, as pessoas que viveram em ambientes agressivos tendem a ter dificuldade de controlar impulsos, instabilidade emocional e insegurança nas relações afetivas.

A professora gaúcha Ana L.F., de 55 anos, diz que sua relação com o marido influenciou sua filha, hoje com 30 anos. “Amo errado desde sempre”, diz Ana. Ela agrediu pela primeira vez um namorado aos 14 anos, quando flagrou uma traição. O comportamento se repetiu durante o namoro, o noivado e o casamento com o ex-marido, pai de seus filhos. “Nossos dois filhos presenciaram vários episódios em que nos xingávamos. Tanto que criei um monstrinho. Minha filha repete meu comportamento violento e ciumento desde os 13 anos”, afirma.

Reproduzir modelos domésticos não é regra.“Qualquer jovem vítima de violência no lar pode ser capaz de compreender o mal que isso lhe causa ou causou e criar laços afetivos saudáveis”, diz a socióloga Maria Cecília de Souza Minayo, pesquisadora da Fiocruz e uma das organizadoras da pesquisa do Claves. E mesmo quem sempre viveu em uma família tranquila pode se tornar um agressor. Em alguns casos, a instabilidade emocional causada pela adolescência pode ter uma parcela de culpa. “Os adolescentes passam por uma série de mudanças biológicas, hormonais, emocionais. Mas isso é transitório e tende a atenuar com as experiências de vida”, afirma o psicanalista David Leo Levisky, de São Paulo. A necessidade de parecer independente e mostrar autonomia torna os adolescentes mais suscetíveis a aceitar pressões do grupo – e a sucumbir às atitudes violentas. Uma pesquisa com mais de 1.300 estudantes, conduzida pelo psicólogo espanhol David Moreno Ruiz, pesquisador da Universidade Pablo de Olavide, em Sevilha, mostra que os jovens em busca de respeito e admiração dentro do grupo são os mais propensos a agressões.

A violência no namoro adolescente tem outras consequências. Pouco importa se é para quem agride ou apanha, já que os papéis mudam a todo momento. Pesquisas revelam que a agressividade gera queda no rendimento escolar, problemas com drogas e uso abusivo de álcool, desordens alimentares e sintomas depressivos. Em um levantamento feito com mais de 5.400 estudantes do ensino médio, realizado em escolas da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, a epidemiologista Ann Coker descobriu que tentativas de suicídio podem ser frequentes. As meninas que relataram ter sido agredidas duas vezes no último ano tinham risco 50% maior de se matar. Entre os meninos agredidos, havia pensamentos suicidas, mas não tentativas.

Poucos jovens procuram ajuda para interromper o ciclo de violência. Apenas 3,5% dos entrevistados pelo Claves afirmaram ter buscado apoio de psicólogos. A principal razão é desprezarem a importância das agressões dentro do namoro. Para eles, violência doméstica é algo de gente adulta e casada. A pedagoga americana Sandra Stith, diretora do Programa de Terapia Familiar e de Casal da Universidade do Estado do Texas, compara o erro de percepção à relação dos adolescentes com a bebida. “Os jovens consideram normal se embebedar. Mas, se veem um adulto bêbado, consideram que ele tem um problema com o álcool”, diz Sandra. Ela está pesquisando os efeitos da violência sofrida pelos meninos. Contribui para isso o fato de os jovens considerarem o principal estopim das brigas – o ciúme – como um sentimento positivo. “No namoro adolescente, a demonstração de ciúme costuma ser vista como sinal de amor. Só que as restrições vão crescendo – de patrulhar o celular do namorado a proibir a saída com os amigos”, diz o psicólogo Carlos Eduardo Zuma, do Instituto Noos, de prevenção à violência doméstica do Rio de Janeiro. “Se você aceita como algo natural, não importa se como vítima ou autor, a tendência é que piore com o tempo.”

O melhor caminho para pacificar essas relações é a educação. A tarefa começa com os pais. “O que pode ou não fazer em um namoro é uma questão moral, e o exemplo vem de casa”, afirma a psicóloga Teresa Helena Schoen, da Unifesp. Parte da responsabilidade é da escola, que deve identificar o problema. O México criou em 2008 um programa de prevenção à violência, aplicado em 500 escolas do ensino médio. O programa, chamado Escolas para a Igualdade, nasceu para combater a violência contra a mulher. Logo no primeiro ano, foi identificado que o abuso sexual e as agressões físicas entre meninas eram comuns. As escolas passaram a abrir aos sábados para atividades educativas e culturais que envolvem pai, mãe, aluno e professor. Também foi criado um canal para ouvir as queixas dos estudantes. Isso ajuda a identificar casos de violência, que ganham acompanhamento psicológico. Cerca de 60% dos jovens que participam do programa dizem que suas relações com pais, professores e colegas melhoraram. E 56% dizem que aprenderam a reconhecer uma situação de violência dentro da escola. Pode parecer um tímido avanço. Mas é o passo fundamental para construir relações mais saudáveis e pacíficas.


Sérgio

Perguntas e respostas


Pessoal,

Da série "Cultura não tem idade", vejam esta do blog Taí com Fritas, rsrsrs

Sérgio

Feliz(?) Halloween!!!


Pessoal,

Hoje é dia, rsrsrs Como faço há anos, é dia de ver "A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça", lendário filme de Tim Burton (no original, Sleepy Hollow). Bom Halloween para todos, especialmente você Stella, com seu Scooby-Doo!!!

Sérgio

domingo, outubro 30, 2011

Será esse nosso futuro?


Pessoal,

Exercício de futurologia da Microsoft e seus parceiros... Agora que o Jobs foi embora para o iCloud, se o futuro for em plataforma Windows, sei não. Pode dar muito pau, rsrsrs

Sérgio

PS: E por "esse nosso futuro" não menciono o Brasil. Imaginam isso aqui? rsrsrs

Coldplay - Paradise


Pessoal,

Mais uma da programação da Nova FM: Coldplay, em uma das faixas do novo cd, chamada Paradise. Linda...

Sérgio

Volume da TV


Pessoal,

Achei ótima esta imagem do The Awesome Post. Não é assim mesmo? Aliás, também me irrita o comercial ser mais alto do que a programação normal.

Sérgio

Semi Metalic Disc


Pessoal,

Iniciativa interessante. Vejam bem: mudando o paradigma, os negócios florescem. Quando o conteúdo legal fica mais acessível, as pessoas abandonam a pirataria. Difícil de entender isso? Matéria do Olhar Digital:

Com a crescente disseminação do MP3 e diversos outros formatos de música digital, a indústria fonográfica “respira por aparelhos” já há algum tempo. Nos últimos anos, as vendas de CD despencaram em todo o mundo. Mas um novo conceito pode dar certa sobrevida ao setor. Inventado pelo sertanejo Ralf, este é o SMD, ou Semi Metalic Disc. Não se trata de nenhuma revolução tecnológica. Aliás, o SMD é muito parecido com o CD que já conhecemos. A principal diferença está na metalização parcial do disco, no conceito e, claro, no preço do produto. "Precisava de um novo produto para ter um novo preço, porque o CD estava muito caro. Então, pensamos em semi metalizar na mesma plataforma que é o CD. Diminuimos a parte metálica e criamos um novo produto", conta o músico Ralf.   

Registrado no Ministério da Ciência e Tecnologia, o SMD tem preço fixo obrigatório que deve estar impresso na embalagem: cinco reais. O processo de semi-metalização, ou seja, metal apenas nas faixas em que há gravações, já reduz o custo de fabricação em 30% em relação ao CD. Além disso, o disco vem em um envelope como este e não naquelas tradicionais caixinhas de acrílico. Para se ter uma idéia, um artista gasta, em média, 10 mil reais para executar a prensagem mínima de mil CDs; já com o SMD, dá para prensar a mesma quantidade por algo em torno de mil e quatrocentos reais. "Não é que diminuiu e ninguém recebe. É tudo proporcional. Os impostos e direitos autorais são pagos, porém é proporcional aos R$ 5", explica Ralf. A idéia é que o SMD seja uma forma de o artista independente – sem qualquer patrocínio – ter seu disco lançado. Hoje, mais de 10 mil músicos ou bandas já usam este novo formato. Com a redução do preço em quase 80% fica mais fácil vender o produto, além de ser uma forma de combater a pirataria.  

Sérgio

sábado, outubro 29, 2011

American Horror Story


Pessoal,

Só vou dizer uma coisa: assistam!!! É sensacional. De gelar mesmo. No Brasil passa pelo canal Fox. Criada por Ryan Murphy e Brad Falchuck, ambos de “Glee”, a história apresenta a vida da família Harmon, que se muda para uma casa com um histórico de ser assombrada. Inspirando-se em filmes como “Carrie a Estranha” e “O Bebê de Rosemary”, a série segue a linha trash, oferecendo uma boa proposta. Vale a diversão...

Sérgio

House 8.0


Pessoal,

Foi ótimo, mas na minha opinião, se perderam... Bem, o texto abaixo (do blog Nova Temporada) reflete esta minha opinião com números. 

Este é o quarto cartaz lançado para divulgar a oitava temporada de “House“, nos últimos dois meses. Existe um motivo para que a Fox tenha tanta necessidade de anunciar a série: a baixa audiência. A produção, que em dias melhores já teve episódios registrando a média invejável de 29 milhões de telespectadores, agora testemunha a  perda de público. Com três episódios exibidos nos EUA até o momento, a oitava temporada de “House” vem conquistando cerca de 8 milhões de telespectadores ao vivo. Entre o público alvo, a série mantém cerca de 2%. Esta é uma série que facilmente conquistava 4% do público alvo dos anunciantes, que compreende a faixa etária entre 18 e 49 anos. Para se ter uma ideia, em seus tempos áureos, a série já teve temporada marcando a média de 6.8% entre o público alvo. Os números atuais de “House” ainda poderiam ser considerados bons, se estivéssemos falando de outra série qualquer. Ainda não sabemos se esta será a última temporada da série. Nem o canal nem os produtores definiram o futuro de “House” ainda. A temporada estreia no Brasil no dia 3 de novembro pelo canal a cabo Universal.

Sérgio

Homeland - Mais uma temporada!


Pessoal,

É uma das melhores séries de 2011. Já falei dela e coloquei até um trailer no blog, na última semana. Agora, comemoro que ela foi renovada para 2012. Show... Matéria do blog Nova Temporada:

Uma das melhores estreias da temporada 2011-2012, “Homeland” já garantiu sua segunda temporada, que terá 12 episódios. O anúncio foi feito esta tarde pelo canal Showtime. Com isso, a série é a segunda da nova temporada a garantir sua continuidade. A primeira é “Boss“. Adaptada por Howard Gordon e Alex Gansa de uma produção israelense, “Homeland” é estrelada por Claire Danes, Damian Lewis e Mandy Patinkin, entre outros. A série estreou no dia 2 de outubro nos EUA conquistando a média de 4.4 milhões de telespectadores (somando as reprises e a disponibilização online). Tendo exibido apenas quatro episódios até o momento, dos 12 encomendados para a primeira temporada, o canal não informa a audiência conquistada pelos demais episódios, somando as reprises. Mas, segundo a Nielsen, empresa que calcula a audiência americana, a série vem conquistando a média de um milhão de telespectadores ao vivo (sem contar as reprises). A história acompanha a vida de Carrie Mathison (Claire Danes), agente da CIA que desconfia da lealdade de um soldado americano resgatado no Afeganistão. Tentando encontrar evidências que o liguem a um plano dos terroristas de atacar os EUA, Carrie enfrenta seus próprios demônios e colegas de trabalho. Produzida pela Fox 21, a série ainda não tem previsão de estreia no Brasil.

Sérgio

Matthew Perry & David Letterman


Pessoal,

Esta foi a entrevista do Matthew Perry apresentada por David Letterman em fevereiro de 2011.

Sérgio

Matthew Perry contra drogas


Pessoal,

O Chandler já era, rsrsrs O cara tá acabado, triste. Não é uma boa impressão para quem pretende mostrar que a vida sem drogas é boa, não é mesmo? Vejam matéria do blog Nova Temporada:

Esta semana o ator Matthew Perry, famoso pela série “Friends”, compareceu a um evento em Washington para pedir maior investimento no combate às drogas e em projetos de recuperação de pessoas dependentes. Mas não foi o discurso do ator que mais chamou a atenção do público presente, e sim sua aparência. Aos 42 anos de idade, o mais jovem dos seis atores que estrelaram “Friends” aparenta ser, pelo menos, dez anos mais velho. Com os cabelos grisalhos, olheiras profundas, barba por fazer e acima do peso, Matthew parecia exausto. O interesse de Matthew no tema discutido é pessoal. Segundo amplamente divulgado pela mídia, Matthew internou-se várias vezes em clínicas de reabilitação para se livrar do uso de remédios para dor, bem como do álcool e outras drogas. Desde o fim de “Friends”, o ator já estrelou vários filmes. Na TV, tentou seu retorno com as séries “Studio 60″ e “Mr. Sunshine”, ambas canceladas. Os novos projetos de séries para a temporada 2012-2013 ainda estão em fase de desenvolvimento, mas não há informações até o momento de que Matthew esteja com algum projeto sendo oferecido a canais da TV americana.

Sérgio

Casa no meio da rua


Pessoal,

Obra-prima da engenharia brasileira! Que coisa horrorosa. Vou parar de comentar, senão...

Uma moradora da cidade de Canudos, a 350 Km de Salvador, vive uma situação inusitada desde que foi surpreendida por uma obra de pavimentação realizada pela prefeitura, que "ignorou" a presença do imóvel durante a construção. O terreno onde fica a casa era ocupado de forma desordenada. Somente esta casa foi afetada. Segundo Maria Lúcia Brito da Silva, proprietária do imóvel que fica localizado na Rua do Conselheiro, “faz mais de três meses que a pista foi construída, funcionários da prefeitura vieram, prometeram construir uma nova casa atrás da minha, e até agora nada”. Maria Lúcia conta ainda que já foi à prefeitura por quatro vezes, e suas reivindicações não foram ouvidas.

O prefeito de Canudos, Arcênio Neto, afirma que a área na qual a casa de Maria Lúcia foi construída é de domínio do poder público e que, mesmo sem a obrigatoriedade, prometeu à família que irá construir uma nova moradia no local. “O município já garantiu que irá ressarcir a família. A demora se dá porque queremos fazer tudo dentro de juízo, com o conhecimento do Ministério Público”, diz. Segundo Paulo Martins Adriano, secretário de obras da cidade, “em uma semana o acordo deve ser assinado por ambas as partes e a casa que ficou no meio da pista será demolida e outra será construída respeitando os limites da rua”.Enquanto espera, Maria Lúcia conta que continuará tentando resolver o problema.

“Hoje estou me programando para ir pela quinta vez à prefeitura”, relata. Hoje, Maria Lúcia, seu esposo Antônio Manoel dos Santos e as duas filhas do casal estão morando em uma casa de aluguel, segundo ela, por conta das complicações trazidas pelas obras no local. “A prefeitura também prometeu nos pagar o aluguel da nova casa, mas até hoje nada”, afirma.

Sérgio

Lamborghini x F-117


Pessoal,

Isso são máquinas... Lamborghini Ankonian Concept. Já é antigo, mas é lindo!!! Veja mais fotos AQUI.

Wowza! Lamborghini Ankonian Concept, created by 21 year old Slavche Tanevski (student) at the Munich University of Applied Sciences. Led by Professor Dr. Othmar Wickenheiser, the 4th semester theme was a Lamborghini Raw Materials Project. Slavche named the Ankonian after a special kind of bull which has black hair following hte Lamborghini brand which names their cars after famed bulls. He designed it using traditional clay molding (vs CAD Modeling) and took him 6 months yielding this spectacular result and getting the attention of Lamborghini (Audi)!

Sérgio

sexta-feira, outubro 28, 2011

Peixe estranho...


Pessoal,

Os Simpsons na vida real... Será que o Sr. Burns tem empresas na Argentina?

Um grupo de pescadores de Córdoba, na Argentina, pescou o que seria uma traíra (Hoplias malabaricus) de três olhos em um lago próximo à usina nuclear de Embalse, segundo mostrou o site latino-americano Infobae nesta quinta-feira (27). "Estávamos pescando de noite e nem percebemos, só quando um de nós o iluminou com a lanterna é que vimos que ele tinha um terceiro olho", relatou Julián Zmutt, um dos pescadores. Ele diz ainda que o episódio deixou a população local em alerta a respeito da usina nuclear. O site argentino brincou dizendo que o peixe de três olhos que aparece no desenho animado "Os Simpsons" é argentino. No desenho americano, o peixe possui três olhos justamente por conta da proximidade de seu habitat com a usina nuclear da cidade, onde Homer Simpson trabalha. Na semana passada, outro peixe peculiar foi comparado a um desenho animado. O filhote de tubarão com um único olho no centro de sua face encontrado pelo pescador Enrique Lucero León no Golfo da Califórnia foi comparado ao personagem "Mike", da animação "Monstros S/A", segundo reportagem do jornal inglês "Thu Sun".

Sérgio

Caiu em cena, rsrsrs


Pessoal,

Ao vivo não tem como escapar... rsrsrs E foi um tombão! Assistam (a queda em si está no 1:43):

A apresentadora Sukanya Krishnan, da emissora de TV americana "WPIX 11", levou um tombo durante um programa ao vivo, na quarta-feira (19), depois de levantar da bancada para mostrar o tamanho do salto de seu sapato. Sankanya e uma colega conversavam sobre afirmação do designer francês Christian Louboutin, que disse que usar salto alto é como ter um orgasmo, segundo reportagem do site "News Lite".

Sérgio

Las Vegas Speedway


Pessoal,

Esse vídeo tem imagens impressionantes do acidente que matou o piloto inglês Dan Wheldon, alguns dias atrás em Las Vegas, na última prova da temporada da Formula Indy. Há imagens inclusive de dentro dos carros. Foi um inferno mesmo. Conheço esta pista, estive lá em 2009, senti e vi a velocidade dos carros. Em ovais, como este, não há espaço para erros, para escape, nada. É a trajetória certa ou o muro... Muito triste.

Sérgio

A vida ao vivo...


Pessoal,

A repórter nem viu, rsrsrs

A repórter Alison Ariotti, da emissora de TV "Nine News", estava apresentando uma notícia sobre a visita da rainha Elizabeth II a Perth, na Austrália, quando a câmera flagrou ao fundo um motorista batendo o carro na traseira de outro veículo, segundo a emissora "Nine News".

Sérgio

Oferta casada...


Pessoal,

Apenas por curiosidade, do ponto de vista estritamente legal, devo dizer que, no Brasil, isso seria proibido. O Código de Defesa do Consumidor diz que venda casada não é permitida. Nós somos mesmo "evoluídos". Esses americanos não sabem nada, rsrsrs Deu no G1:

Uma casa colocada à venda em Golden Valley, no estado de Minnesota (EUA), vem com uma Lamborghini Diablo na garagem. O dono da residência com quatro quartos e três banheiros está pedindo US$ 393.500 (cerca de R$ 680 mil), segundo a emissora de TV "Fox".

Sérgio

quinta-feira, outubro 27, 2011

Novo náufrago...


Pessoal,

Meliante apreendido. Será que veio de Cuba? Deu hoje no G1:

Um boneco Lego de 2,4 metros e 45,3 quilos apareceu em uma praia em Siesta Key, no estado da Flórida (EUA), e foi levado para a delegacia do condado de Sarasota. A polícia ainda não sabe se alguém colocou o boneco na praia ou ele foi trazido pela água.

Sérgio

Propaganda "legal"


Pessoal,

E aí? Da série "pequenos prostíbulos, grandes negócios". Prostituição pode (ou deve) ser divulgada assim? Vejam o que aconteceu na Espanha. O problema é que não toleram a propaganda, já o ato em si...

Sérgio

Fim do U2?

Pessoal,

Será verdade? Não gostaria, mas que banda foi eterna? rsrsrs ambém saiu no G1:

O vocalista Bono, líder do U2, deu a entender que sua banda pode acabar no próximo ano. Em entrevista à revista americana "Rolling Stone", o cantor falou sobre suas dúvidas da continuidade do grupo, formado em 1976. "Não tenho muita certeza se a banda continuará no futuro", declarou o músico, de 51 anos. "É bastante provável que isso aconteça no ano que vem, mas também é possível que não", declarou Bono, cujo nome real é Paul Hewson. Ele disse ainda à revista que o grupo tem "muitas músicas novas", algumas de suas "melhores canções". O cantor revelou seus planos de dedicar "um tempo" para si mesmo e para a família: "Quero ficar com meus filhos e minha mulher e desaparecer com meu iPod Nano, alguns livros e um violão". Bono admitiu ainda que seus comentários sobre o futuro do U2, que tem mais de 100 milhões de discos vendidos, seis álbuns que alcançaram o número um na lista de sucessos dos Estados Unidos e outros nove no Reino Unido, não foram muito bem-recebidos pelos outros integrantes: Larry Mullen, The Edge e Adam Clayton, que pediram ao músico que "ficasse quieto". O grupo comemorará o 20º aniversário do lançamento do álbum "Achtung baby" (1991) com uma edição especial, disponível a partir de 31 de outubro. Apesar das declarações de Bono à "Rolling Stone", no mês passado durante o Festival de Cinema de Toronto, o músico afirmou que a banda ficaria unida "até a morte".

Sérgio

Show de olho roxo...


Pessoal,

Não apanhou, caiu... Matéria G1:

O vocalista do Aerosmith, Steven Tyler, que sofreu uma queda que o forçou a remarcar um show no Paraguai, está recuperado e se apresentou para milhares de fãs nesta quarta-feira (26) em Assunção. Tyler, de 63 anos, teve que ser atendido na terça-feira em um hospital da capital paraguaia devido a lesões faciais e dois dentes superiores quebrados depois de cair no quarto do hotel onde estava hospedado. Os organizadores explicaram que o cantor teve problemas gastrointestinais e desidratação quando anunciaram o adiamento de 24 horas do concerto, antes previsto para acontecer na terça-feira. Tyler "descansou durante a noite, dormiu bem, acordou bem e está mentalmente e fisicamente bem", disse ao jornal ABC Marcelo Antúnez, porta-voz da organização local do concerto. A clínica em que Tyler foi tratado após o acidente informou em comunicado que suturou os ferimentos e realizou um procedimento odontológico de emergência e que o paciente saiu em bom estado depois de passar quase quatro horas no local. Espera-se que o show, que faz parte de uma turnê latino-americana da banda, receba cerca de 60 mil pessoas. O grupo também se apresenta no Brasil, neste domingo (30).

Sérgio

Louca de tudo...



Pessoal,

Pode isso? Mãos ao alto... Já os seios não necessariamente, rsrsrs Matéria do G1:

A americana Erin B. Holdsworth, de 28 anos, foi presa em uma rodovia no estado de Ohio, nos EUA, após dirigir alcoolizada a mais de 200 km/h e ser perseguida pela polícia. Após parar no acostamento, a mulher deixou o carro de topless, segundo a emissora "Fox 8". Quando foi detida pela polícia, ela estava usando apenas meias arrastão, lingerie fio-dental e salto alto. Entre os crimes, ela foi acusada de dirigir alcoolizada, em alta velocidade e de estar com a carteira de motorista suspensa. Erin chegou a chutar o veículo policial ao ser presa. O incidente ocorreu no dia 11 de outubro, mas foi divulgado na terça-feira (26) pela "Fox 8".

Sérgio

quarta-feira, outubro 26, 2011

Pouso seguro


Pessoal,

Vejam como é segura a aviação hoje em dia. Um Boeing 727-200 da Iran Air (prefixo EP-IRR) pousou sem o trem dianteiro no aeroporto de Tehran. O comandante conduziu perfeitamente a situação, pousou com os trens principais e deixou a velocidade reduzir ao máximo antes de tocar o nariz no solo. Sem riscos para tripulação e passageiros e danos mínimos para a aeronave. Um pouso de emergência para ficar de lição. Parabéns!!!

An Iran Air Boeing 727-200, registration EP-IRR performing flight IR-742 from Moscow Sheremetyevo (Russia) to Tehran Imam Khomeini (Iran) with 94 passengers and 19 crew, was on approach to Tehran's Imam Khomeini Airport around 15:20L (11:50Z) when the crew did not receive a down and locked indication for the nose gear and aborted the approach. Following unsuccessful troubleshooting the crew decided to divert to Tehran's Mehrabad Airport where a low approach confirmed the nose gear was not extended. The crew subsequently performed a landing without the nose gear on runway 29L at about 16:00L (12:30Z) and came to a stand still on both main gear and the nose of the aircraft. The aircraft was evacuated, no injuries occurred. The pilot of this flight was captain Hooshang Shahbazi.

Sérgio

terça-feira, outubro 25, 2011

Carros: nova moda


Pessoal,

A moda agora é adesivar de branco... Particularmente, não gosto. E mais, não é para qualquer carro, né? Nos Estados Unidos é raro se ver um carro assim e isso é coisa de Camaros, Lamborghinis e Mustangs. Aqui, já vi até Celta envelopado, rsrsrs  Matéria Auto Esporte:

O preto fosco ainda predomina, mas o branco vem ganhando espaço na moda do 'envelopamento' dos carros no Brasil. A cor, aliás, tem aparecido cada vez mais na pintura original dos veículos, deixando de lado a referência de carro de frota ou táxi, no caso de São Paulo. O empresário Márcio Rodrigues, de São Paulo, queria um carro branco, mas o modelo escolhido não é oferecido nessa cor no país. Ele comprou um prata e optou por adesivá-lo de branco brilhante. "Se não gostasse, sabia que poderia tirar [os adesivos]", conta. "As pessoas acham diferente, perguntam se estou usando alguma cera."

Após adquirir o Hyundai Veloster por R$ 72,4 mil, Rodrigues se informou pela internet sobre o processo de adesivagem e conversou com pessoas que já tinham feito e gostado e com outras que se arrependeram. "Uma pessoa de uma loja me disse que tinha feito no carro dela e mandou tirar não porque não gostou, mas porque tinha ficado cheio de bolhas, o serviço foi mal feito", explica o motorista de 39 anos. Ele buscou referências, escolheu uma loja e pagou R$ 2 mil pelo envelopamento em branco com alguns detalhes em preto, como no retrovisor e no capô. O empresário se diz satisfeito: "Gosto de carro bonito, não carro de boy". “Com o crescimento da procura pelos carros brancos, as pessoas estão em busca do acabamento ‘branco brilho’, que imita exatamente a pintura de um carro”, diz Felipe Castelli, de 23 anos, proprietário da loja AF Adesivo Fosco, de acessórios automotivos. Envelopar o carro em qualquer cor custa entre R$ 1.300 e R$ 3.000, quando utilizado um material de qualidade (normalmente importado e com durabilidade de aproximadamente cinco anos), dizem os especialistas. O preço varia de acordo com o tamanho do veículo e a dificuldade. “Adesivar um Volkswagen New Beetle, por exemplo, é muito mais difícil que um Fiat Punto, por ser mais arredondado”, explica Bento. A aplicação pode demorar de 2 a 3 dias.

Segundo esses lojistas, aproximadamente 50% dos clientes adesivam o carro por completo (com preto fosco, branco brilhante ou branco fosco); 40% envelopam apenas o teto (normalmente utilizam a cor preta); e 10% aplicam o revestimento em poucas partes do carro, como capô ou retrovisores. Os clientes, dizem eles, normalmente são pessoas consolidadas financeiramente que possuem veículos de alto valor agregado. “Já fiz uns 15 Audi A5”, conta Castelli. Segundo o Conselho Nacional de trânsito, se a cor do carro for alterada através de pintura ou adesivamento em área superior a 50% do veículo, é necessário registrar a mudança no documento do veículo. Para isso, é preciso ter autorização do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Rodar com carro alterado sem a documentação necessária acarreta em multa de R$ 127,69 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ao contrário do que muitos imaginam, preservar o adesivo veicular não requer grandes cuidados, mas é necessário evitar excessos ou falta de zelo. Para lavá-lo, bastam água e sabão neutro, dizem os especialistas. “Em busca de um brilho mais intenso, muitas pessoas aplicam cera automotiva após a lavagem. Essa cera, em reação com o sol, pode causar a corrosão do adesivo”, alerta Castelli. A falta de lavagem frequente do veículo também pode prejudicar a pintura. Segundo Bento, a remoção dos adesivos é simples e rápida. Custa entre R$ 300 e R$ 600, e pode demorar em torno de meio dia. “É importante salientar que, durante a retirada do adesivo, pode ficar um pouco de cola na lataria. Essa cola, porém, pode ser retirada com um removedor próprio”, revela. Ele também nega a possibilidade de a tinta do carro sair junto com o adesivo. “Se a pintura for original, isso não ocorre.”

Sérgio

Navios e seu lançamento



Pessoal,

Essa eu vi no The Awesome Post. Já conhecia o método, mas quero compartilhar. Acho muito interessante...

Sérgio

Steve Jobs: a biografia


Pessoal,

A situação é sempre essa... rsrsrs Matéria do Olhar Digital:

Nesta segunda-feira (24/10), o livro "Steve Jobs - A Biografia" foi disponibilizado em diversas livrarias brasileiras e, também, na versão e-book. Mas, a internet é tão - ou até mais - rápida que o mundo offline: uma versão pirata e em português da obra já roda a web em diversos fóruns e torrents. Os grupos iOS Books e LegiLibros foram os responsáveis pelo distribuição da biografia na internet. A licença DRM (Gestão de Direitos Digitais, em português) foi removida no livro, que possui arte final e finalização idênticas à versão impressa que foi lançada pela editora Companhia das Letras. Porém, o grupo anexou seu recado ao arquivo: "Após a leitura, considere seriamente a possibilidade de adquirir o original, pois assim você estará incentivando o autor e a publicação de novas obras". O arquivo para download está no formato e.pub. A biografia estava sendo escrita desde 2009 e contava com depoimentos do próprio Steve Jobs e de amigos, colegas de trabalho, familiares e rivais. O livro impresso custa R$49,90 e a versão eletrônica pode ser baixada por R$32,50.

Sérgio

CitiesXL 2012


Pessoal,

Lembram do SimCity? Aquele simulador de cidades que diverti a gente horas a fio nos anos 90? Pois vejam como ficou hoje em dia um programa semelhante, o CitiesXL, edição 2012. A imagem acima dá para ter uma idéia do que é o jogo. Se quiser mais informações, clique AQUI.

Sérgio

Outra Apple TV?

Pessoal,

Interessante e faz sentido. Matéria do Olhar Digital:

Está na biografia de Steve Jobs, que vai ser lançada na segunda-feira (24/10): o último plano do mago da tecnologia era revolucionar os aparelhos de TV, do mesmo modo que ele revolucionou os tocadores de MP3 e os computadores. No Washington Post, trechos do livro de Walter Isaacson, contam que Steve Jobs "queria muito fazer com os televisores o mesmo que fez com computadores, players de música e telefones: fazê-los simples e elegantes". Ainda segundo o biógrafo, Jobs afirmou: "gostaria de criar um aparelho de TV integrado, completamente fácil de usar. Ele seria automaticamente conectado com outros aparelhos e seria sincronizado com o iCloud (veja aqui, como o iCloud funciona). Os usuários não mais precisariam se aborrecer com vários e complexos controles remotos para DVDs ou TV a cabo. Eu queria criar a interface mais simples que se pode imaginar, e finalmente consegui". Segundo o Washington Post, não há clareza total sobre o que Steve Jobs quis dizer com essas palavras, mas uma iniciativa da Apple nesse sentido poderia mudar as relações do mundo do entretenimento, da televisão e das telecomunicações. Ainda estamos no campo dos rumores, porém, por mais de uma vez, e por diferentes fontes, já apareceram informações de que Apple teria, sim, seu projeto de aparelho de TV (o Olhar Digital já publicou reportagem a respeito), e que a Apple TV (agora sob a forma de um aparelho de TV, e não apenas o set top box que já está nas lojas) pode ser lançada no final do ano que vem, em 2012.

 Sérgio

Flo Rida - Good Feeling



Pessoal,

Vamos começar o dia com Good Feeling? A nova do Flo Rida que já toca na Nova FM.

Sérgio

segunda-feira, outubro 24, 2011

Gente sem noção...


Pessoal,

Depois morrem e os pais não sabem a razão... Veio do G1:

Um casal foi fotografado na borda de um penhasco de quase 250 metros em Hanging Rock, uma formação rochosa no estado de Nova Gales do Sul, na Austrália, segundo reportagem do jornal inglês "The Sun". O fotógrafo Michael Matthews disse ter ficado surpreso ao ver a dupla tão perto da borda. "Eu temia vê-los cair. Eles ficaram lá por cinco minutos e chegaram a se abraçar e beijar", disse Matthews.

Sérgio

Homeland


Pessoal,

Para mim, um dos melhores seriados de 2011. No Brasil passa no Showtime. Já assisti três episódios e mais um passou ontem  nos EUA. Mal posso esperar para vê-lo hoje mesmo, rsrsrs Vejam o trailer da série acima e saibam mais no site Nova Temporada. Fica a dica!!!

“Homeland” é uma adaptação de uma série israelense chamada “Hatufim/Prisoners of War”. Criada por Gideon Raff, a história foi adaptada para o mercado americano por Howard Gordon e Alex Gansa, ambos de “Arquivo X” e “24 Horas”. Ela é, de longe, a melhor estreia da Fall Season 2011-2012, até agora. No entanto, ainda não tem previsão de estreia no Brasil. Exibida pelo Showtime, a série, que tem 12 episódios para a primeira temporada, estreou no dia 2 de outubro conquistando a média de 1.08 milhões de telespectadores ao vivo. O piloto chegou a ser disponibilizado pelo canal na Internet. Somando com a audiência online, a estreia de “Homeland” chegou a 2.78 milhões. Até o momento foram exibidos apenas dois episódios, sendo que o segundo perdeu audiência, registrando 938 mil telespectadores ao vivo, com 0.4% entre o público alvo. A história acompanha as vidas de dois personagens centrais: Carrie Mathison (Claire Danes) e Nicholas Brody (Damian Lewis). Ela é uma agente da CIA traumatizada pelos ataques terroristas ocorridos no 11 de setembro de 2001. Desde então, vem tentando controlar sua paranóia com medicamentos fornecidos por sua irmã, uma médica que está preocupada com o estilo de vida de Carrie, mas não tem poder para interferir.

Sérgio

Dragon Challenge Coaster


Pessoal,

É uma notícia triste. Estive no Parque do Harry Potter logo após sua abertura no ano passado e os carros partiam juntos, a gente pensava que iria bater um no outro na manobra mais radical. Desta vez, notei mesmo que os carros partiam separados e logo imaginei que havia alguma coisa envolvendo acidentes para os carros partirem com quase um minuto entre um e outro. Que pena... É um dos melhores brinquedos dos parques de Orlando.

Desde que foi inaugurado, o parque O Mundo Encantado de Harry Potter tornou-se um dos maiores sucessos da Universal, na Flórida. Uma de suas maiores atrações, porém, será desativada em parte: a montanha-russa Desafio do Dragão. O brinquedo, que consiste em uma corrida entre duas montanhas-russas, não poderá mais ser usado da mesma maneira, após incidente em que um homem teve descolamento da retina e seu globo ocular teve de ser removido. Em vários pontos da atração, os carros da montanha-russa que iam a uma velocidade de quase 100 quilômetros por hora passavam a uma distância pouco maior do que 45 centímetros uma da outra - o que dava ao visitante a impressão de que poderiam colidir a qualquer momento. Embora o parque não comente muito o assunto, a direção estaria investigando uma série de acidentes, incluindo o caso do porto-riquenho Carlos Montalvo, que teria sofrido um laceramento na retina enquanto estava no brinquedo. Segundo seus advogados, ele teve de se submeter a uma cirurgia para retirada do globo ocular. Outros incidentes envolvem pessoas que teriam sido atingidas por objetos que voaram de um carro para outro. O parque anunciou oficialmente que a montanha-russa continuará em funcionamento, mas cada carro partirá individualmente - ou seja, nada mais de corrida entre os dragões vermelho e azul. "Nós acreditamos que este é o melhor para nossos visitantes e para a atração", afirmou um porta-voz do parque ao jornal "Orlando Sentinel". Em outro comunicado, o parque reforça seu pedido para que os visitantes que pretendem andar no brinquedo não o façam portando objetos que podem escapar e sair voando. Segundo o jornal, muita gente carrega seus celulares e câmeras durante o trajeto para filmar o passeio. A montanha-russa foi construída como parte do parque Ilhas da Aventura, inaugurado em 1999, e se chamava "Duelo de Dragões". Com a reforma e a chegada do Mundo Mágico de Harry Potter, a montanha russa foi reaberta no ano passado. O passeio dura dois minutos e vinte segundos e os visitantes ficam pendurados de cabeça para baixo, com as pernas soltas, em vários momentos. 

Sérgio

domingo, outubro 23, 2011

Hard Rock Taubate

Pessoal,

Casa "oficialmente" inaugurada... Primeiro churrasco com amigos. Faltam outras, com família e assim vai. Mas o nome de batismo já está escolhido. Tem até logotipo, rsrsrs Let's rock!!!

Sérgio

sábado, outubro 22, 2011

Padrão global...


Pessoal,

A galera protesta contra tudo, rsrsrs Nem que seja por 15 segundos. Vejam essa que aconteceu em 2009 no Fórum Social em belém do Pará. Eu não conhecia. Rolei de rir... A cara da repórter Layse Santos é o máximo, rsrsrs

Sérgio

Enfim, uma solução...


Pessoal,

Vejam a proposta do cidadão André Real para acabar com os problemas do Brasil e do mundo, em geral, rsrsrs Nem eu sei onde arrumo isso!!! rsrsrsrs

Sérgio

Tá com fome???


Pessoal,

Hora do rango, certo? Quem se habilita? Ah, as crianças não são aperitivo, ok? Para venda ali, só o hamburger... Matéria do G1:

Um bar de Southgate, no estado americano de Michigan, colocou à venda um hambúrguer de 153 quilos, por US$ 2.000 (cerca de R$ 3.560). O "Hambúrguer Absolutamente Ridículo" tem 90 centímetros de altura, contém 540 mil calorias e levou 22 horas para ser feito. O gerente do bar Mallie's Sports Grill, Jason Jones, diz que, pelo preço, também são servidas fritas e uma (?) bebida.

Sérgio

Nova FM: Novo equipamento



Pessoal,

A produção da Nova FM, que era realizada com mixer e CDJ's Pioneer ligados a um iMac, acaba de ganhar um reforço: um CDMIX 1 da Numark, que combina duas unidades de disco com mixer embutido, em alta qualidade de som. Há ainda entradas para auxiliares (onde estão as duas CDJ Pioneer - agora são 4 fontes de áudio em CD) e microfones. Um show de equipamento. Trouxe de New York e o preço me deixou ainda mais feliz: aqui custa em média R$ 1.200,00 e eu paguei US$ 199.00!!! Show..

Sérgio

Patolino...


Até você??? Se fosse o Donald eu acreditaria, rsrsrs Tenho um áudio dele "namorando" com a Margarida que é o máximo, rsrsrs

Sérgio

O mundo é pequeno...


Pessoal,

Melhor dizendo: as pessoas estão ficando pequenas. Vejam, a "polêmica" do dia na França, se é que não existem problemas maiores para eles se preocuparem... Matéria da Revista Época:

Giulia, a filhinha recém-nascida da cantora Carla Bruni e do presidente França, Nicolas Sarkozy, nem bem chegou ao mundo ontem e já vem gerando comentários na alta roda francesa. Blogs e comentaristas de TV do país consideraram “errada” e “insensível” a escolha do nome da pequena, que reforça as raízes italianas da mãe. Eles alegam que, por conta do delicado momento político que vive o presidente, em baixíssima popularidades às portas de uma campanha pela reeleição, Carla deveria ter optado por um nome francês. Com a ameaça de ter nota de sua economia reduzida por agências, talvez esse seja o mínimo problema na França.

Sérgio

sexta-feira, outubro 21, 2011

Não larga o osso...


Pessoal,

O cara saiu com o caminhão e não iria voltar sem ele... Muito legal, rsrsrs

Sérgio

Internet: e no Brasil?


Pessoal,

Continuando a matéria de Igor Lopes no Olhar Digital, agora vamos falar de Brasil:

No dia 27 de janeiro de 2011, todo o Egito foi desconectado da Internet, com a notável exceção de alguns órgãos governamentais. A Líbia seguiu a mesma estratégia alguns meses depois, e desligou-se da rede no dia 18 de fevereiro, quando os protestos começaram a ganhar força por lá. Mas… o que aconteceria se os governos de países ocidentais decidissem "desligar" a internet em suas nações? Eles teriam esse poder? No caso dos Estados Unidos, um acordo está sendo estabelecido para que o Presidente Obama tenha o poder de controlar a rede caso ataques de grandes proporções comecem a acontecer no país. Na teoria, esse controle do Obama poderia desconectar os Estados Unidos da rede por até 120 dias, isolando-o até que a rede ficasse fora de perigo. A criação dessa "arma digital" está sendo discutida. Só nos resta esperar para saber se ela será utilizada para o bem ou para o mal...

No Brasil, nada disso vem sendo pensado pelo governo. Os provedores nacionais de internet têm total autonomia, e "silenciar" a internet brasileira sem uma forte razão seria um trabalho bastante difícil. São milhares de provedores em todo o país, além de cabos submarinos de alta velocidade que nos conectam com o resto do mundo. Por definição, a internet é uma mistura de redes - e cada uma dessas conexões funciona como uma porta aberta para o mundo exterior. Quanto mais portas, mais difícil é o trabalho de fechá-las.

No entanto, uma ação judicial pode facilitar esse trabalho. Com a decisão de um juiz, todas as empresas que operam links internacionais se tornam obrigadas a inserir um filtro que controla a requisição de determinado conteúdo. Um dos casos mais conhecidos por aqui foi o da atriz, modelo e apresentadora Daniela Cicarelli. Em 2007, ela entrou com uma ação que pretendia impedir a exibição de um vídeo com cenas íntimas dela e de seu namorado em uma praia na Espanha. De todos os provedores brasileiros, apenas a Telefonica bloqueou o acesso ao conteúdo - mesmo assim, por poucos dias. Algum tempo depois, a atriz perdeu a ação e a Justiça decidiu que não havia razão para impedir que aquele conteúdo fosse visualizado por brasileiros.

Sérgio

Steve Jobs e a doença


Pessoal,

Vi essa no G1:

Steve Jobs só aceitou fazer uma cirurgia que poderia salvar sua vida quando era tarde demais, disse seu biógrafo Walter Isaacson, em uma entrevista ao programa “60 Minutes”, da rede norte-americana CBS. Segundo Isaacson, Jobs tinha um tipo raro, porém curável, de câncer pancreático e precisava fazer uma cirurgia. “Eles ficaram felizes quando viram a biópsia. Era um tipo pancreático de câncer que cresce devagar e pode ser curado”, disse, na entrevista. Mas Jobs não quis fazer a operação imediatamente. “Ele tentou tratar o câncer com uma mudança de dieta, ele foi a espiritualistas”, diz Isaacson. “Ele me disse que não queria que seu corpo fosse aberto, não queria ser violado daquela maneira.” Ainda de acordo com Isaacson, aos poucos, todos ao redor dele lhe disseram que ele deveria fazer a cirurgia. “Ele fez a cirurgia nove meses depois e, quando operaram, viram que o câncer já havia se espalhado pelos tecidos ao redor do pâncreas.” “Como pode um homem tão inteligente fazer algo assim?”, questiona o jornalista da CBS. “Eu acho que ele sentiu que, se ignorasse aquilo, ia conseguir fazer aquilo desaparecer de algum jeito.”

Sérgio

PS: Pensando na pergunta do jornalista ao final do texto, ele podia ser inteligente, mas não era um super-homem. Todos temos crenças, fazemos escolhas pensando nelas e nem sempre somos vencedores em nossas escolhas.

Dá para crer???


Pessoal,

Essa é inusitada. Depois quero o segredo, se ele emagrecer mesmo, rsrsrs Matéria do Jornal Extra:

Seis meses. Esse foi o tempo que o personal trainer Drew Manning, de 30 anos, precisou para abandonar o corpo enxuto e cheio de músculos e se transformar em um barrigudo. O americano engordou mais de 35 quilos e passou de 87 quilos para cerca de 120 quilos, segundo o jornal “Daily Mail”. O objetivo do seu projeto é entender o processo físico, emocional e cerebral durante o ganho e a perda de peso para, depois, poder ajudar a outras pessoas. Drew quer perder o peso ganho nos seis meses nos próximos seis meses. "Quem está acima do peso tem que superar as barreiras físicas e emocionais quando se trata de perder peso. Espero compreender melhor isto no próximo ano, através da minha experiência", disse. Tudo que o personal trainer tem enfrentado é relatado em um blog que ele criou: Fit to Fat to Fit. Ele conta, por exemplo, que a mudança afetou bastante a sua vida. Ele diz que não tem mais o mesmo fôlego nas brincadeiras com a filha e que também se sente menos seguro com a mulher. Além disso, o nível de testosterona reduziu para o nível de um adolescente a ela ainda precisou comprar roupas novas. "Ele costumava ajudar a lavar a louça, na limpeza e outras tarefas da casa, mas agora ele não tem a energia. Eu disse a ele: 'Você virou o típico marido preguiçoso americano", contou a mulher de Drew.

Sérgio


quinta-feira, outubro 20, 2011

Previsão de futuro...


Pessoal,

Vejam as coincidências da vida. E, para minha surpresa, o seriadinho era muito bom, eu me diverti. Boas risadas. Assista tudo. Vi no blog da Fernanda Furquim, o Nova Temporada

Entre 1987 e 1988 foi exibida nos EUA a sitcom “Second Chance”, estrelada por Matthew Perry, que ficaria famoso na década de 1990 com “Friends”. A sitcom teve apenas 21 episódios produzidos, mas agora é relembrada por ter, em seu episódio piloto, previsto a morte de Muamar Kadafi em 2011. Na história, Charles Russell (Kiel Martin) morre e vai para o céu. Recebido por São Pedro, ele recebe uma segunda chance (daí o título da série). Acreditando que ele é bom demais para ir para o inferno, mas não é bom o suficiente para ir para o céu, São Pedro o faz voltar no tempo, para o ano de 1987, quando Charles ainda é jovem. Assim, ele tem a missão de ajudar sua versão jovem a corrigir (no caso evitar) cometer os mesmos erros que ele. O curioso é que, quando a história inicia, os personagens estão no ano de 2011 e uma das pessoas mortas no mesmo dia que Charles é Muamar Kadafi. Ele é recebido por São Pedro, que diz a Kadafi que ele está, enfim, morto. Ao receber a notícia ele responde: “mas é impossível para mim estar morto”. São Pedro responde: “você está morto, completamente morto, é algo com o que você terá que conviver”. Kadafi puxa uma arma e tenta matar São Pedro, ao que este responde: “Você nunca foi capaz de aceitar uma piada”. Em seguida, a máquina que define quem foi bom e quem foi mau leva Kadafi para o inferno. São Pedro diz a ele que, pelos crimes cometidos, ele se tornará um homem bomba. Isto significa que, a cada dois minutos, ele explodirá. Confiram o vídeo acima. A cena que faz referência a Kadafi está no ponto de 2:20

Sérgio

Ridículos


Pessoal,

Lamentável a proporção do caso. É inversamente proporcional à inteligência dos "ofendidos". Matéria da coluna Zapping. Só no Brasil...

Wanessa Camargo e Marcus Buaiz entraram anteontem com uma ação criminal por injúria contra Rafinha Bastos. Se condenado, ele pode pegar até três anos de prisão. Rafinha, que já é investigado por apologia ao estupro, também é processado pelo casal em uma ação cível, no valor de R$ 100 mil. Não cabe acordo, diz a advogada Fernanda Parodi. "Ele não se desculpou e ainda se orgulhou de sua conduta." Em 19 de setembro, o humorista disse que "comeria" Wanessa e o bebê que ela espera. Após o comentário, ele foi afastado do "CQC". Rafinha não respondeu às ligações, mas, no Twitter, escreveu: "O ruim de ser preso é que perco o acesso ao Twitter".

Sérgio

PS: Vejam a cara de santinha e o recato da ofendida... Me poupe!