domingo, abril 29, 2012

Indy em São Paulo


Então o Rubinho vai "correr" (SIC) em São Paulo? Hoje é dia do genérico em São Paulo. Hoje tem Indy na Marginal Tietê, 12h30. Saibam mais AQUI. Transmissão pela Band e Band Sports

Sérgio

PS: Explico o genérico: o Rubinho é o genérico de um Schummacher, a Indy é o genérico da F-1, circuito de rua em São Paulo na beira do rio é o genérico de Mônaco e a Band é o genérico da Globo, rsrsrs Brincadeira... É muito legal e eu vou assistir!!!


Hangar de Plástico


Hoje, estou finalizando o levantamento anual da coleção. Até o final do dia, terei os dados completos de 2012 (ano base 2011) no Hangar de Plástico. Más já dá para comemorar exatos 1.600 aviões, sendo 834 militares (caças, bombardeiros, aeronaves de treinamento e transporte), 707 comerciais (especialmente Boeing, Airbus, Embraer, Douglas e Lockheed) e 59 helicópteros. \o/

1. A-10 Thunderbolt II
2. A-26 Invader
3. Aerospatiale Dauphin
4. Aerospatiale Gazelle
5. Aerospatiale Puma
6. Aerospatiale Super Puma
7. Aichi D3A (Val)
8. Airbus A300
9. Airbus A300-600 Beluga
10. Airbus A310
11. Airbus A318
12. Airbus A319
13. Airbus A320
14. Airbus A321
15. Airbus A330-200
16. Airbus A330-300
17. Airbus A340-300
18. Airbus A340-500
19. Airbus A340-600
20. Airbus A380-200
21. Armstrong AW38 Whitley
22. ATR-42-500
23. Avro 748
24. Avro Lancaster
25. Avro RJ-85 (Bae-146)
26. Avro Vulcan B Mk.2
27. B-1 Lancer
28. B-2 Spirit
29. B-24 Liberator
30. B-25 Mitchel
31. B-26 Marauder
32. B-58 Hustler
33. BAC One-eleven 400
34. BAC One-eleven 500
35. Bae. Harrier (protótipo)
36. Bae. Harrier GR.3
37. Bae. Harrier GR.5
38. Bae. Harrier GR.7
39. Bae. Harrier II (AV-8A)
40. Bae. Harrier II (AV-8B)
41. Bae. Hawk
42. Bae. Hawk 100
43. Bae. Jaguar GR.1
44. Bae. Jaguar T-2
45. Bae. Lightning F1 
46. Bae. Nimrod
47. Bae. Sea Harrier FRS.1 
48. Bae. Sea Harrier T.4 N
49. Beech BT-11
50. Beech C-45
51. Beechcraft A-35
52. Bell 206 Jet Ranger II
53. Bell 206 Jet Ranger III
54. Bell SH-1 Iroquois
55. Bell UH-1 Iroquois
56. Blackburn Bucaneer S2B
57. Blohm & Voss BV 222 V-2
58. Boeing 256
59. Boeing 314 Clipper
60. Boeing 377 Stratocruiser
61. Boeing 707-300
62. Boeing 707-400
63. Boeing 717
64. Boeing 727-100
65. Boeing 727-200
66. Boeing 737-100 
67. Boeing 737-200 
68. Boeing 737-300
69. Boeing 737-400
70. Boeing 737-500 
71. Boeing 737-600
72. Boeing 737-700
73. Boeing 737-800 
74. Boeing 737-900
75. Boeing 747-100
76. Boeing 747-200
77. Boeing 747-300
78. Boeing 747-400
79. Boeing 747-8 Intercontinental
80. Boeing 747SP
81. Boeing 757-200
82. Boeing 757-300
83. Boeing 767-200
84. Boeing 767-300
85. Boeing 777-200
86. Boeing 777-300
87. Boeing 787-800 Dreamliner
88. Boeing AH-64 Apache
89. Boeing AH-64D Apache Long Bow
90. Boeing B-17F Flying Fortress
91. Boeing B-17G Flying Fortres
92. Boeing B-29 Superfortress
93. Boeing C-17A Globemaster
94. Boeing CH-47 Chinook
95. Boeing KC-135 Stratotanker 
96. Boeing S-46 Sea Knight 
97. Boeing Stearman PT-17
98. Bolkow Bo BO-105C
99. Bristol Britannia
100. Bucker
101. Canadair C-115 Buffalo
102. Canadair Challenger CL-601
103. Canadair Dash-8-100
104. Canadair Dash-8-200
105. Canadair Dash-8-300
106. Canadair Regional Jet 100
107. Cant Z 1007bis Alcione
108. Cessna 305 Bird Dog
109. Cessna 500 Citation
110. Cessna Caravan
111. Concorde
112. Convair Catalina
113. Convair CV340/440
114. Convair CV-990 Coronado
115. Curtiss C-46 Commando
116. Curtiss Helldiver SB2C
117. Dassault Alpha-Jet
118. Dassault Etendard IV.M
119. Dassault Mirage 2000B
120. Dassault Mirage 2000C
121. Dassault Mirage F1C
122. Dassault Mirage III B 
123. Dassault Mirage III C
124. Dassault Mirage III D
125. Dassault Mirage III E
126. Dassault Rafale B
127. Dassault Rafale C
128. Dassault Rafale M
129. Dassault Super Etendart 
130. De Havilland Comet I
131. De Havilland Comet IV
132. De Havilland Mosquito
133. De Havilland Sea Vixen
134. DH-82A Tiger Moth
135. Dornier DO 217 E3/E4/E5
136. Dornier DO-17 
137. Dornier DO-24T
138. Douglas A-20 Havoc
139. Douglas A-4B Skyhawk
140. Douglas A-4K Skyhawk
141. Douglas C-130E Hercules
142. Douglas C-130J Hercules II
143. Douglas C-47
144. Douglas C-54
145. Douglas DC-10
146. Douglas DC-3
147. Douglas DC-4
148. Douglas DC-6A
149. Douglas DC-6B
150. Douglas DC-7
151. Douglas DC-7C
152. Douglas DC-8-33
153. Douglas DC-8-63
154. Douglas DC-8-71
155. Douglas DC-9-15
156. Douglas DC-9-30
157. Douglas MD-11
158. Douglas MD-80
159. Douglas MD-82
160. Douglas MD-83
161. Douglas MD-88
162. Douglas OA-4M Skyhawk
163. Douglas SBD Dauntless
164. E.E. Canberra B-8
165. E.E. Canberra PR.9
166. EF-2000A Eurofighter
167. EF-2000B Eurofighter
168. Embraer A-1A AMX
169. Embraer A-1B AMX
170. Embraer AT-29 Super Tucano 
171. Embraer C-99
172. Embraer EMB-110 Bandeirante
173. Embraer EMB-111 Bandeirulha 
174. Embraer EMB-120 Brasilia 
175. Embraer EMB-326 Xavante
176. Embraer ERJ-145
177. Embraer ERJ-170
178. Embraer ERJ-175
179. Embraer ERJ-195
180. Embraer R-99A
181. Embraer R-99B
182. Embraer T-27 Tucano 
183. Embraer Tucano T-1 (Shorts) 
184. Embraer VC-99B
185. Eurocopter Tiger HAP
186. F-100 Super Sabre
187. F-101 Delta Dart
188. F-104 Starfighter
189. F-111A Aardvark
190. F-111E Raven
191. F-117A Stealth
192. F-14A Tomcat
193. F-14C Tomcat
194. F-14D Tomcat
195. F-15A Eagle
196. F-15D Eagle
197. F-15E Strike Eagle
198. F-16 XL Falcon
199. F-16A Falcon
200. F-16B Falcon 
201. F-16C Falcon
202. F-16D Brakeet
203. F-18A Hornet
204. F-18B Hornet
205. F-18E Super Hornet
206. F-18F Super Hornet
207. F-18G Growler
208. F-20 Tigershark
209. F-22 Raptor 
210. F-35B Lightning II
211. F2A-2 Buffalo
212. F-4B Phantom II 
213. F-4E Phantom II
214. F-4K Phantom II
215. F-4S Phantom II
216. F-5A Freedom Fighter 
217. F-5B Freedom Fighter
218. F-5E Tiger II
219. F-5EM Tiger II
220. F-5F Tiger II
221. F-5FM Tiger II 
222. F-5N Tiger II
223. F-8 Crusader
224. F-80 Shooting Star
225. F-82 Twin Mustang
226. F-86F Sabre
227. Fairchild C-119 Flying Boxcar 
228. Fairchild PT-19
229. FC-1 Xiaolong (JF-17)
230. F-CK-1A Rokaf
231. Fiat G-91
232. Focke-Wulf FW-200 Condor
233. Fokker F-100
234. Fokker F-27 Friendship 
235. Fokker F-28 Fellowship
236. Fokker T.11
237. Ford Trimotor
238. FW-190 A-8
239. FW-190 D-9
240. FW-56 Stieglitz
241. Gates Learjet 35A
242. Gloster Meteor F.8
243. Gloster Meteor TF.7
244. Grumman A-6D Intruder
245. Grumman A-6E Intruder
246. Grumman E-2C Hawkeye
247. Grumman EA-6B Prowler
248. Grumman F4F-2 Wildcat
249. Grumman F6F-3 Hellcat
250. Grumman G44 Widgeon
251. Grumman KA-6D Intruder 
252. Grumman SA-16 Albatross
253. Gumman Avenger TBF
254. Handley Page Dart Herald
255. Handley Page Halifax
256. Hawker Hurricane Mk.II
257. Hawker Siddeley HS-125 Dominie
258. Hawker Siddeley HS-748
259. Hawker Siddeley Trident 1C 
260. Hawker Siddeley Trident 1E
261. Hawker Tempest Mk.V
262. Hawker Typhoon Mk.I
263. Heinkel He 177 A-5 Greif
264. Heinkel HE-111
265. IA-58A Pucará
266. IAI Kfir C2 
267. IAI Kfir C7
268. Illyushin IL-86
269. J-10B Vigorous Dragon
270. J-11B Flanker B+
271. J-20 Mighty Dragon
272. Junkers Ju 188 A1/E1
273. Junkers Ju-290 A-5
274. Junkers Ju-52/3 m
275. Kawanishi H6K4 Mavis
276. Kawanishi H8K2 "Emily"
277. Kawasaki Ki-102
278. Kawasaki Ki-45 Toryu (Nick)
279. Kawasaki Ki-61 Tony
280. L-13 Blanik
281. Lockheed C-130E Hercules
282. Lockheed C-130J Hercules
283. Lockheed Constellation  (L-049)
284. Lockheed Constellation  (L-749)
285. Lockheed Constellation (L-749)
286. Lockheed Electra (L-10)
287. Lockheed Electra II (L-188)
288. Lockheed Lodestar (L-18)
289. Lockheed P-3C Orion
290. Lockheed PV-1 Ventura
291. Lockheed S-3A Viking
292. Lockheed SR-71 Blackbird
293. Lockheed Super Constellation  (L-1049)
294. Lockheed TF-104G Starfighter
295. Lockheed TriStar (L-1011-200)
296. Lockheed TriStar (L-1011-500)
297. LTV A-7 Corsair II
298. Macchi C-202 Folgore 
299. Martin Mariner
300. Messerschmitt Me-108
301. Messerschmitt Me-109 E
302. Messerschmitt Me-109 F
303. Messerschmitt Me-109 G
304. Messerschmitt Me-109 K
305. Messerschmitt Me-163 Komet
306. Messerschmitt Me-262 A1
307. Messerschmitt Me-262 B
308. Messerschmitt Me-262 BUA
309. Messerschmitt Me-262 Protoype
310. Messerschmitt Me-264
311. Mi-24 Hind D
312. Mi-24 Hind F
313. Mi-28 Havoc
314. Mi-35-M Hind E
315. Mikoyan-Gurevich Mig-15 Bis
316. Mikoyan-Gurevich Mig-17 Fresco
317. Mikoyan-Gurevich Mig-21 Fishbed
318. Mikoyan-Gurevich Mig-23 Flogger
319. Mikoyan-Gurevich Mig-25 Foxbat
320. Mikoyan-Gurevich Mig-27 Flogger
321. Mikoyan-Gurevich Mig-29A Fulcrum
322. Mikoyan-Gurevich Mig-29B Fulcrum 
323. Mikoyan-Gurevich Mig-31 Foxhound
324. Mikoyan-Gurevich Mig-37 Ferret
325. Mitsubishi F1
326. Mitsubishi Zero 21
327. Mitsubishi Zero 32
328. Mitsubishi Zero 52
329. Morane Saulnier MS760 Paris
330. MQ-1A/B Predator (Drone)
331. MQ-9 Reaper (Drone)
332. Nakajima Ki-84 Hayate
333. Nieuport Delage
334. North American BT-9C  
335. North American OV-10
336. P-16A Tracker
337. P-16H Turbo Tracker
338. P-36A Hawk
339. P-38J Lightning
340. P-40B Hawk 81
341. P-40E Warhawk
342. P-40M Warhawk
343. P-40N Warhwak
344. P-47D Thunderbolt
345. P-51B Mustang
346. P-51C Mustang
347. P-51D Mustang
348. P-63 Kingcobra 
349. P-70 Nightfigher 
350. Petlyakov Pe-8
351. Piaggio P.108 II. Serie
352. Piper LH-4 Cub
353. Piper PA-28 Cherokee 
354. RAH-66 Comanche
355. RF-5 Tigereye
356. Saab 340
357. Saab JAS-39A Grippen
358. Saab JAS-39B Grippen
359. Saab Viggen JA-37 
360. Saab Viggen SK-37 
361. Short Stirling Mk.III
362. Short Sunderland Mk. III
363. Sikorsky H-34 (HB-1)
364. Sikorsky HH-3E Jolly Green Giant
365. Sikorsky HH-53C Super Stallion
366. Sikorsky MH-60B Pave Hawk
367. Sikorsky SH-19D Chicksaw
368. Sikorsky SH-34 (HB-1)
369. Sikorsky SH-60B Sea Hawk
370. Sikorsky UH-60A Desert Hawk
371. Spad 84
372. Spad XVIII
373. Spitfire Mk. I
374. Spitfire Mk. IX
375. Spitfire Mk. V
376. Spitfire Mk. XVI
377. Sud Aviation Caravelle 6R 
378. Sukhoi SU-27 Flanker
379. Sukhoi SU-30KN Flanker-H
380. Sukhoi SU-34  Strike Flanker
381. Sukhoi SU-37 Flanker-F
382. Sukhoi SU-39Frogfoot
383. Sukhoi SU-50 (T-50 PAK FA)
384. Sukhoi Superjet 100
385. T-23 Uirapuru
386. T-24 Fouga Magister
387. T-25 Universal
388. T-26 Buckeye
389. T-28 Trojan
390. T-33 Thunderbird
391. T-34 Mentor
392. T-37B Dragonfly
393. T-38A Talon
394. T-45 Goshawk
395. T-6D Texan
396. T-6G Texan
397. TA-4J Skyhawk
398. TA-7C Corsair II
399. TBD Devastator
400. TF-104 Starfighter
401. Tornado ADV F.3
402. Tornado GR.1
403. Tornado IDS
404. Tupolev TU-104
405. Tupolev TU-114
406. Tupolev TU-144 Charger
407. Tupolev TU-154M
408. Tupolev TU-334
409. Vickers Vanguard
410. Vickers VC-10
411. Vickers Viscount 700
412. Vickers Viscount 800
413. Vought F4U-1A Corsair
414. Vought F4U-1D Corsair
415. Vought F4U-5 Corsair
416. Westland AW-101 Merlin
417. Westland Lynx HAS 3
418. Westland Lynx HAS 5
419. Westland Lynx HAS 8 (Super)
420. Westland SH-3H Sea King
421. Westland Wasp (HAS 21)
422. Westland Wessex HU-5
423. X-29 (Northrop)
424. X-47 (Northrop/Grumman)
425. Yakolev YAK-130
426. Yakolev YAK-38
427. YF-23 Black Widow
428. YS-11 Samurai

Sérgio

St. Marteen


Mais um vídeo, de 2009, mostra o que é ver decolagens no aeroporto Princess Juliana, em Saint Marteen. Vejam o MD-80 no final, até onde manda o fluxo de ar e o pessoal que estava vendo (alguns com câmeras) dentro do mar. Muito legal!!!

Sérgio

sábado, abril 28, 2012

Rafinha Bastos no FX


Em breve, novo programa na TV brasileira, um "quase" reality show do Rafinha Bastos. Acima um teaser. É esperar para ver.

Sérgio

Pastor sincero


Adorei... Essa é ótima!!! E o pior é que tem muuuuuita verdade neste vídeo.

Sérgio

Brasil: para pensar 2


É incrível como o Brasil é diferente do que imaginamos, pior do que o governo pinta (isso era óbvio) e profundamente desigual. Não existe receita fácil para resolver nossos problemas, muito menos as populistas que vemos nas últimas décadas. Estes bolsa isso e aquilo, só postergam a questão a ser resolvida: educar e dar trabalho, digno e real ao povo. Matéria G1:

Dados do Censo 2010 divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que, naquele ano, metade da população brasileira com 10 anos ou mais de idade não tinha instrução ou tinha o ensino fundamental incompleto. Segundo o instituto, o número de pessoas nessa condição era de 65,1% em 2000, e caiu para 50,2% dez anos depois. Por outro lado, no mesmo período o número de brasileiros que terminou o ensino superior cresceu 80%. Em 2010, 7,9% da população tinha esse grau de instrução, contra 4,4% em 2000. A região Nordeste é a que tem o nível mais baixo de instrução: 59,1% da população com o fundamental incompleto e 4,7% com superior completo. No outro extremo, 44,8% dos habitantes do Sudeste tinham cursado apenas parte do fundamental, quanto 10% tinha nível superior. O Censo 2010 do IBGE mostrou também que 966 mil crianças e adolescentes de entre 6 a 14 anos não estavam matriculados na escola, o que representa 3,3% da população nessa faixa etária. Já entre os jovens de 15 a 17 anos, o número foi bem maior: 16,7%. Apesar de a porcentagem de exclusão escolar ter caído (em 2000, o índice era 22,6%), o número ainda está longe da meta do governo de ter, até 2022, 98% de todas as crianças e jovens de 6 a 17 anos na escola.

Sérgio

Brasil: para pensar 1


Gente, quem somos, de onde viemos e para onde vamos assim? Assuntos desta importância são divulgados de forma tão relapsa, acho que é para passar batido mesmo. Que coisa... Matéria do G1:

O Censo Demográfico 2010 registou 286.468 imigrantes que, vindos de outros países, viviam no Brasil há pelo menos cinco anos e em residência fixa. O número foi 86,7% maior do que o encontrado pelo Censo Demográfico 2000, quando foram registrados 143.644 imigrantes na mesma situação. Os dados do Censo Demográfico 2010 foram divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São Paulo, Paraná e Minas Gerais, juntos, receberam mais da metade dos imigrantes internacionais, seguidas de Rio de Janeiro e Goiás. Os principais países de origem dos imigrantes, segundo o Censo de 2010, são Estados Unidos (51.933), Japão (41.417), Paraguai (24.666), Portugal (21.376) e Bolívia (15.753). O recorte da pesquisa também mostra dados sobre deficiências, migração, nupcialidade, fecundidade e mortalidade infantil, educação, trabalho, rendimento, tipos de domicílios e deslocamento. (leia mais abaixo)

Migração de retorno

O levantamento aponta que os migrantes de retorno, que voltam aos seus estados de origem, somaram mais de 1,1 milhão de pessoas entre 1995 e 2000. No período de 2005 a 2010 foi registrado um total de 1,2 milhão de migrantes. Os estados do Norte tiveram aumento na proporção de retorno, com exceção do Acre, que manteve praticamente no mesmo patamar na taxa de 21% entre 1995 e 2000 e 20% entre 2005 e 2010. Rondônia passou de 7,4% de 1995 a 2000 para 13,1% entre 2005 e 2010. Roraima registrou 2,1%, entre 1995 e 2000, para 8% entre 2005 e 2010.

Os estados do Nordeste, tanto em 2000 quanto em 2010, apresentaram as maiores proporções de retornados, passando de 40% do total de imigrantes na maioria de seus estados, com exceção do Rio Grande do Norte e Sergipe.

No Sudeste, Minas Gerais e Espírito Santo tiveram redução na proporção de retornados, que permaneceram acima dos 30% em 2000 e em 2010. Em São Paulo houve aumento de retornados, nos períodos de 1995 a 2000 e de 2005 a 2010, com registro de 9,6% e 18,9% do total de imigrantes, respectivamente. O Rio de Janeiro apresentou uma proporção de retornados de 15,6% e de 20,3%, respectivamente. No Sul, Paraná e Rio Grande do Sul apresentaram altas proporções de migração de retorno, passando dos 30% nos dois períodos. No Centro-Oeste foi registrado pelo IBGE o aumento dos retornados em todos os estados, principalmente no Mato Grosso e no Distrito Federal.

Nupcialidade

A proporção de pessoas divorciadas quase dobrou entre 2000 e 2010, passando de 1,7% para 3,1%. Na comparação nacional, Rio de Janeiro (4,1%), Mato Grosso (4,1%) e Distrito Federal (4,2%) apresentam os maiores valores deste indicador. Maranhão tem o menor, com 1,2% de divorciados em 2010. Os dados separados por estado mostram que, em Rondônia, o número de pessoas que, após um período de união conjugal, já não viviam mais nessa situação aumentou 33%. Em Mato Grosso, o crescimento foi de 31%. O Rio de Janeiro teve índice de 17,5% de pessoas que passaram por dissolução do casamento. Por outro lado, o levantamento identificou redução na proporção de pessoas que nunca se casaram, passando de 38,6% para 35,4%.

Segundo o IBGE, na última década, dados da pesquisa do Registro Civil apontaram um aumento do número de divórcios no país, principalmente a partir de 2007, quando essas medidas puderam ser feitas por vias administrativas nos Tabelionatos de Notas. A partir de 2010 foi possível requerer a dissolução do casamento a qualquer tempo, seja o divórcio de natureza consensual ou litigiosa. No país, 36,4% das pessoas declararam viver em união consensual em 2010. O número é maior do que o registrado em 2000, quando 28,6% da população estava nesta situação.

Fecundidade e mortalidade infantil

A taxa de fecundidade total no país, de acordo com o Censo Demográfico 2010, era de 2,38 filhos por mulher, em 2000, e passou a a 1,90 filho por mulher. A queda na década é de 20,1%.

Mortalidade infantil

A taxa de mortalidade infantil obtida por método indireto com as informações do Censo Demográfico 2010 foi de 15,6‰, o que representa 15,6 óbitos de crianças menores de 1 ano para cada 1.000 nascidos vivos. Segundo o IBGE, a fonte de dados natural para o cálculo deste indicador deveria ser o registro de nascimentos e óbitos, de acordo com as Estatísticas do Registro Civil ou pelo Sistema de Informações de Nascidos Vivos (Sinasc). No entanto, o instituto considerou que os dados fornecidos pelas duas fontes ainda possuem limitações de cobertura nos estados, especialmente no Norte e Nordeste.

Educação

Os resultados do Censo Demográfico 2010 mostraram que 3,1% das pessoas entre 7 e 14 anos de idade não frequentavam escola no país. Entre as crianças a partir de 6 anos (idade definida para iniciar o ensino fundamental com duração de nove anos) o percentual de pessoas que não frequentavam escola até os 14 anos foi de 3,3%. Cerca de 966 mil crianças e adolescentes (6 a 14 anos de idade) não frequentavam escola em 2010.

Trabalho

Entre a população economicamente ativa no país, com 15 anos ou mais de idade (faixa etária utilizada para muitos enfoques internacionais), a taxa de atividade alcançou 3,7% em 2010. Os valores subiram nas regiões Sul (69%) e Centro-Oeste (68,5%). Os mais baixos ficaram nas regiões Nordeste (58,1%) e Norte (61,2%). A região Sudeste ficou com (65%). Em 2010, a taxa de atividade desta faixa etária alcançou 71% no Distrito Federal e 71,6% em Santa Catarina. O outro extremo foi registrado no Maranhão (55,4%) e em Alagoas (55,5%).

Rendimento

Apenas 0,9% da população brasileira ganhava mais de 20 salários mínimos de rendimento mensal em 2010. A parcela sem rendimento foi de 6,6% e a das com remuneração de até um salário mínimo foi de 32,7%. As pessoas que ganhavam mais de dez salários mínimos mensais chegou a 3,1% da população ocupada. O rendimento médio mensal de todos os trabalhos das pessoas ocupadas no país teve crescimento real de 5,5%, de 2000 para 2010. O incremento no rendimento das mulheres foi de 13,5% maior do que no dos homens, que chegou a 4,1% na década.

Deslocamento

Do total de 59,6 milhões de pessoas que frequentavam escola ou creche, 55,2 milhões (92,7%) estudavam no próprio município de residência. No Sudeste esse deslocamento foi de dois milhões (8,5%) de estudantes, sendo que a maioria estava em São Paulo (1,1 milhão de pessoas), o que representa 57% da região. Em Minas Gerais e no Rio de Janeiro também foi elevado o número de pessoas em deslocamento para outro município para estudar, com 432 mil e 334 mil, respectivamente.

No Nordeste, o deslocamento para outro município chegou a 1,1 milhão de estudantes. A situação foi pior na Bahia e em Pernambuco, com 236 mil e 224 mil pessoas, respectivamente. No Sul, 709 mil estudantes precisavam de deslocamento. No Rio Grande do Sul, 284 mil estudavam fora de seu município de residência. No Centro-Oeste, Goiás se destacava pelo deslocamento de 165 mil pessoas que estudavam em outro município. No Norte, o deslocamento para estudo foi maior no Pará, com 110 mil estudantes saindo para outra cidade.

Domicílios

Em 2010, 97,8% dos domicílios no Brasil tinham as paredes externas construídas com algum tipo de material durável, como alvenaria com revestimento (80%). No Sudeste, a maior incidência é de residências com paredes externas de alvenaria com revestimento (88,6%). No Centro-Oeste (81,4%) e Nordeste (81,2%). No Norte, a incidência deste tipo de material foi de 47,9% e, no Sul, de 67,6%.O Censo Demográfico 2010 pesquisou as deficiências visual, auditiva, mental e motora e seus graus de severidade, o que permitiu conhecer a parcela da população que é incluída nas políticas públicas específicas. A metodologia considerou os graus de severidade de deficiências das pessoas que responderam “sim, grande dificuldade” ou “sim, não consegue de modo algum”.

Sérgio

PS: Este é o post 500 de 2012!!! \o/

Falklands: Harrier GR.3 XZ972


Este é o segundo Harrier GR.3 que fiz da RAF da campanha das Falkland/Malvinas. Foi a aeronave derrubada por um míssil, enquanto cumpria uma missão com o tenente coronel Jeff Glover, que sobreviveu. Agora estou fazendo uma parte do deck do navio Atlantic Conveyor, que os trouxe até o cenário da guerra, em breve mostro aqui. Está ficando bom, rsrsrs Pura diversão!!!

Esta aeronave também foi embarcada no Atlantic Conveyor em 06.05.1982, de onde em 18.05.1982 ele decolou para o HMS Hermes, sendo o primeiro Harrier a pousar no porta-aviões, comandada pelo Wg Cdr Peter Squire. Em 21.05.1982 o XZ972 (código 33, vermelho no estabilizador e amarelo nas portas dos trens externos) se tornou a primeira perda de aeronave do tipo na Guerra, derrubado em uma missão de reconhecimento armado nas mãos do piloto Flt Lt Jeff Glover, que foi atingido por um míssil Blowpipe. O tenente Glover ejetou-se em segurança e tornou-se prisioneiro de guerra até o dia 08.07.1982.

Sérgio


Falklands: Harrier GR.3 XV997


Esse é um dos dois Harriers GR.3 da RAF que fiz para a Maratona de Montagens do Hangar de Plástico para comemorar os 30 Anos da Guerra das Falklands/Malvinas. Este fez a última missão desta guerra, vejam a história dele abaixo. 

Esta aeronave foi embarcada no Atlantic Conveyor em 06.05.1982, de onde em 18.05.1982 ele decolou para o HMS Hermes, sendo o terceiro Harrier a pousar no local, comandada pelo Sqn Ldr Jerry Pook. No retorno de uma missão de reconhecimento sobre San Carlos em 21.05.1982, quando era pilotada pelo Flt Lt John Rochfort, ele pousou muito próximo do fim do deck do HMS Hermes e a aeronave caiu (a roda de apoio da asa esquerda saiu da cobertura do deck), sendo contida pela rede de proteção do porta-aviões e recuperada sem danos, retornando à linha de voo no mesmo dia, poucas horas depois. No dia 13.06.1982 disparou o primeiro LGB, comandado por Wg Cdr Peter Squire, em ataque ao QG argentino em Mount Tumbledown, acertando em cheio o local com sua segunda bomba. Também foi o XV997 (código 31, vermelho no estabilizador e amarelo nas portas dos trens externos) que, em 14.06.1982, sob o comando do Sqn Ldr Peter Harris, efetuou a última missão da Guerra das Malvinas, decolando em direção a Sapper Hill. Porém, antes de atacar o local, foi chamado pelo comando inglês, após bandeiras brancas serem agitadas em Port Stanley. A missão foi cancelada e os dois Harriers daquela seção de ataque (XV997 e XZ133) voltaram com as cargas intactas às 16h25 (hora zulu), encerrando as operações hostis. Também coube ao XV997 missões locais nas ilhas Falkland entre 04.07.1982 e 20.08.1983, operando de Port Stanley. Ambos os Harriers da última missão foram preservados pela RAF: o XZ133 no Imperial War Museum em Duxford e o XZ997 no "Milestones of Flight" do Royal Air Force Museum em Hendon.

Sérgio


sexta-feira, abril 27, 2012

Gay, o Batman? Jura?


Essa matéria saiu no G1. Pergunto: isso é notícia, novidade, para alguém? rsrsrs

"Batman é muito, muito gay." Quem avalia é uma pessoa suficientemente íntima do personagem: o escocês Grant Morrison, 52, responsável, há anos, pelos roteiros das HQs que trazem o herói.  Morrison forneceu a avaliação à edição de maio da "Playboy" americana, que traz um texto que o descreve da seguinte forma: "O principal escritor de quadrinhos de super-heróis neste universo — e possivelmente nalguns outros." Faltou dizer que o autor é, também, conhecido pelas controvérsias que vem provocando ao longo de uma carreira iniciada no final da década de 1970. No entanto, ainda sobre Batman, ele faz uma ressalva: "Eu não estou usando [o termo] gay em sentido pejorativo". Pouco antes, ele dissera que "o aspecto gay faz parte" do personagem. E que não se pode negar tal característica.  "Obviamente, por ser um personagem de ficção, ele tem de ser heterossexual, mas a base de todo o conceito é totalmente gay. Eu acho que aí está o motivo por que as pessoas gostam dele", prossegue Morrison. "Todas essas mulheres gostam dele e todas elas usam roupas fetichistas e pulam sobre telhados para agarrá-lo. Ele não liga — está mais interessado em sair com o velho e com o garoto.”

O autor refere-se agora, naturalmente, ao mordomo Alfred e ao Robin. Mas ele não se limitou a especular acerca da orientação sexual de Batman. No princípio, seu comentário tem como alvo outras questões relativas ao herói: "Eu estava interessado no elemento de classe de Batman. Ele é um homem rico que bate em gente pobre. É uma missão bastante bizarra, sair à noite vestido de morcego e bater em drogados. E depois voltar para a casa, viver numa mansão". O perfil feito pela "Playboy" lembra ainda que Morrison foi o responsável por tornar sua versão para "A liga da justiça" um best-seller. Cita ainda de seu envolvimento com "magia", "experiências provocadas pelo uso de substâncias" e "visitas de alienígenas". "Os criadores de super-heróis são todos malucos", observa o autor à revista. "As pessoas se esquecem disto — eles são todos párias, à margem da sociedade. Nós [os autores] somos gente que não se enquadra na sociedade convencional". Atualmente na DC Comics, que publica Batman, Morrison já prestou serviços também para a Marvel, outra potência do ramo. Lá, ele trabalhou, por exemplo, com "X-Men". Na matéria da Playboy, ele dá sua opinião, além de Batman, sobre Super-Homem, Mulher Maravilha, Coringa, Magneto, entre outros.

Sérgio

Não concordo...


Leiam a notícia abaixo e, se quiser, opinem. Eu não concordo com isso. Em resumo: um homem procurou ajuda da Defensoria Pública para conseguir benefício de andar na Cracolândia em São Paulo, área de uso de drogas (como o nome sugere) sem ser abordado pela Polícia. Ele é usuário de drogas e não tem antecedentes criminais. Nem vou perder tempo tecendo comentários, mas acho lamentável... Matéria do G1:

A 1ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu um habeas corpus para que um usuário de drogas de 41 anos possa circular na região da Cracolândia, no Centro da capital paulista, sem ser revistado pela Polícia Militar. A região, que ficou conhecida pela elevada concentração de consumidores de drogas, é alvo de uma operação policial desde o início deste ano. O habeas corpus garante ao homem o direito de “circular e permanecer em locais públicos de uso comum do povo a qualquer hora do dia, não podendo ser removido contra a sua vontade salvo se em flagrante delito ou por ordem judicial, estendendo-se os efeitos da ordem aos cidadãos que se encontrem na mesma direção”, diz a decisão.

O pedido foi feito pela Defensoria Pública depois que o usuário procurou ajuda do órgão, que realiza atendimento jurídico e multidisciplinar itinerante para pessoas que não têm condições de pagar advogado.
O homem, que não tem antecedentes criminais, contou aos defensores que, em sete dias da operação, foi abordado em três ocasiões diferentes e que os PMs não apresentaram qualquer justificativa para as averiguações. Segundo os defensores, não havia suspeita de que ele estivesse praticando qualquer tipo de delito, como tráfico de drogas. “Ele é uma pessoa instruída e extremamente lúcida. Ele nos procurou e declarou: ‘Eu estou tendo o meu direito constitucional de ir e vir violado pela polícia. Não é porque eu sou pobre que não posso ter o meu direito assegurado’ ”, conta a defensora Daniela Skromov de Albuquerque. Segundo ela, o usuário nasceu no Rio de Janeiro e mora na região central há cerca de um ano.

De acordo com os dois defensores, durante o período de 4 a 26 de janeiro, foram coletados mais de 70 relatos de abusos durante as abordagens policiais. “A polícia tem que fundamentar a abordagem. Não é por que uma pessoa pobre está circulando que ela está em atitude suspeita”, disse Daniela. A defensora elogiou a decisão do Tribunal de Justiça. “A sociedade é repleta de diferenças e a rua tem que refletir isso. A questão é que o espaço público não pode ser de uso exclusivo de quem usa a Sala São Paulo”, disse. “Vivemos um momento de retrocesso em que é preciso uma ordem judicial para assegurar direitos básicos.”

De acordo com a defensora, a instituição não defende que o morador fique nas ruas e atua em várias frentes para evitar que isso aconteça. “O que a Defensoria quer é que os moradores de rua sejam tratados com dignidade, caso eles estejam nessas condições por falta de opção ou por escolha própria”, afirma. O novo comandante da Polícia Militar de São Paulo, o coronel Roberval Ferreira França, que tomou posse na quarta-feira (25), no ano passado, a PM fez 12 milhões de abordagens, sendo que apenas em 2% dos casos as suspeitas de que a pessoa possuía armas ou drogas foram confirmadas, o que evidencia a necessidade de repensar novas formas de escolher os suspeitos.

Sérgio

iCat


Cada dia fico mais impressionado com o avanço da tecnologia. Jamais daria meu iPad para um gato brincar, Já a Stella ou a Olivia... rsrsrs Matéria TechTudo:

O iPad ganhou mais um novo público-alvo: os gatos. A empresa RSPCA, da Austrália, criou o aplicativo Affection Collection, uma coletânia de jogos para distrair seus bichos de estimação com o seu tablet. Há algum tempo, vídeos de animais brincando com games para iPad têm feito sucesso na Internet. No entanto, nenhum destes jogos foi realmente desenvolvido para os bichos, como o Affection Collection. Michael Beatty, representante da RSPCA, explicou o funcionamento do programa (que está disponível para download na App Store): "Esse é um conceito único criado por nós. Basta colocar o iPad no chão, iniciar o aplicativo e deixar seus gatos se divertirem. Existem ainda funções automáticas, como recomeçar o jogo, além de deixar o app escolher qual dos três games da coletânea será iniciado primeiro. Assim, os gatos não vão precisar de ninguém para comandar o tablet para eles", disse.

Os joguinhos são simples, mas interessantes. O KittyRaid tem como objetivo proteger um pedaço de queijo de ratos famintos. Já o RollerKity permite que seus gatinhos brinquem com uma bola de lã virtual. O terceiro título, o KittyChef, é uma espécie de Fruit Ninja para gatos, onde eles têm que cortar as frutas certas e colocá-las em um tipo de panela. "Para nós, é uma forma de manter os gatos domésticos com seus instintos naturais, já que eles não vivem em um ambiente de caça", completou Saxon Cameron, estudante da Bond University e um dos desenvolvedores do projeto.

Sérgio

Cuidado na esteira


Achei ótimo o vídeo... Tá na hora da malhação matinal. Porém, cuidado: uma esteira pode ser objeto perigoso, para humanos, gatos e até cachorros, rsrsrs Vejam...

Sérgio

quinta-feira, abril 26, 2012

Só na China...


O iPhone 5 está à venda na China. E é uma fria, ou melhor, um sorvete, rsrsrs Veio do TechTudo:

O iPhone 5 já chegou à China, só que em forma de picolé. O flagra foi publicado pelo site Kotaku, que divulgou imagens de um sorvete chinês com o nome da próxima versão do smartphone da Apple. Curiosamente, o doce só está disponível nos sabores de manga e pera, e não de maçã. A embalagem do sorvete traz uma imagem de um smartphone da Apple com ícones de aplicativos como Internet Explorer e Angry Birds, além do nome do produto, iPhone 5. O picolé, no entanto, não tem formato de celular, mas sim de uma maçã - símbolo da companhia fundada por Steve Jobs. Aliás, qual você acha que serão as configurações do iPhone 5 quando for lançado? Clique aqui e responda! O iPhone 5 chinês é uma verdadeira decepção em termos de especificações técnicas. Além de não ter tela Retina, câmera avançada ou processador quad-core, seu formato ainda engana o consumidor pelos sabores que oferece. Aí já viu, né?

Sérgio

O que está errado?


Para a Polícia da Romênia, apenas a falta de capacete da garota... Será mesmo? rsrsrs Matéria G1:

Um motociclista que levava uma mulher nua na garupa de sua moto foi multado pela polícia  em Constanta, na Romênia, porque a jovem estava sem capacete, item de segurança obrigatório no país. Após a infração, a mulher colocou o capacete e o casal foi liberado pelo agente. A cena foi flagrada por motoristas que passavam pelo local, segundo a imprensa local.

Sérgio

Terra Webcam


Só faltava mesmo essa... Já é possível ver (quase) toda a Terra via webcams. Agora, será possível ver o planeta em si. Vejam a notícia:

Um projeto para colocar câmeras na Estação Espacial Internacional (ISS na sigla em inglês) pretende transmitir pela internet um vídeo ao vivo da Terra vista de sua órbita. A transmissão será feita em tempo real, 24 horas por dia, e usará câmeras de alta definição que seriam instaladas na estação que orbita o planeta. O serviço deve ser lançado apenas em 2013. De acordo com a statup Uthercast, que desenvolve o projeto, a qualidade da imagen transmitida aos computadores será em alta definição, o que permitiria identificar cidades e objetos com "um metro de comprimento". As câmeras estão sendo construídas neste momento, de acordo com o cofundador da startup Scott Larson em entrevista ao site "Mashable", e ficarão prontas na metade de 2012. Elas serão enviadas para a Rússia e irão à bordo de uma missão para a estação espacial. O executivo afirma que o serviço exige a instalação dos equipamentos e que, por isso, só deve entrar em operação no próximo ano.

A Terra será filmada continuamente pela estação, que dá cerca de 15 voltas no planeta por dia. As imagens serão enviadas para servidores e, em seguida, em vídeo no formato streaming para os usuários. A expectativa da empresa é fornecer imagens todos os segundos por 10 anos. Segundo Larson, será possível localizar a casa do usuário por meio da localização da Estação Espacial Internacional. "Como sabemos onde ela está, o usuário poderá saber o momento em que ela passará por sua casa e, desse modo, ver a sua cidade". Além de permitir que os usuários vejam a órbita da Terra em tempo real, a Uthercast planeja vender imagens para empresas de mineração e agricultura, usando-as para pesquisas.

Sérgio

New York New York


Gente, a situação é essa: depois que você conhece New York, não deixa, jamais, de gostar e querer voltar. É uma cidade mágica mesmo. Vejam que foto interessante, mostrando pintores sobre cabos da Ponte do Brooklyn em foto de 7 de outubro de 1914 tirada por Eugene de Salignac do Department of Bridges/Plant & Structures/New York City Municipal Archives. Esse é um dos mais de dois milhões de registros do arquivo fotográfico da cidade que pode ser visto online. Vejam a matéria abaixo e visitem o site clicando AQUI. Matéria do G1, onde há mais fotos.

O Arquivo Municipal da cidade de Nova York passou a disponibilizar na web esta semana uma coleção com mais de 870 mil fotografias históricas escaneadas. Entre o lote, que inclui imagens feitas há mais de um século, é possível encontrar imagens impressionantes da construção de Nova York e de crimes que marcaram as manchetes locais. As imagens podem ser acessadas no site do Arquivo Municipal. O conjunto completo do arquivo inclui cerca de 2,2 milhões de fotografias.

Sérgio

Acharam o "Ponto G"?


Há muito se discute se existe mesmo e onde estaria... Agora, um cientista diz ter achado o Ponto G. Será que usou o Google Maps? O pessoal do Kibeloco tem suas opiniões, vejam acima, rsrsrs Matéria G1:

Um pesquisador americano afirma não apenas ter encontrado o mítico "ponto G" na região genital feminina, mas também ter feito o mapa anatômico da zona erógena que promete orgasmos mais intensos. O médico ginecologista Adam Ostrzenski, do Instituto de Ginecologia da cidade de São Petesburgo, na Flórida, publicou a descoberta nesta quarta-feira (25) na revista médica “The Journal of Sexual Medicine” (Revista da Medicina Sexual, em português), contrariando pesquisas anteriores que diziam que o ponto G não existia.

O achado ocorreu após análise de um cadáver de uma mulher de 83 anos, 24 horas depois de sua morte em decorrência de um traumatismo craniano. Segundo a pesquisa, o ponto G é uma estrutura bem delineada localizada na parede "da frente" da vagina. No organismo, ela fica comprimida em uma espécie de casulo de cerca de 3,3 mm. Após ser retirada do "casulo", no entanto, a estrutura se estendeu para 8,1 mm de comprimento, por 3,6 mm de largura e 0,4 mm de altura. O conceito do ponto G foi proposto pela primeira vez em 1950 pelo cientista alemão Ernst Gräfenberg, que estudava o "papel da uretra" no orgasmo feminino. Embora sua proposta tenha sido invalidada por outros pesquisadores, a ideia de um local capaz de proporcionar orgasmos mais intensos permaneceu. Em 1981, um estudo sobre uma suposta região na vagina com o mesmo papel foi batizada de "zona de Gräfenberg". Não demorou e o local foi apelidado de "ponto G".

Ao G1, Adam Ostrzenski conta que encontrou na mesma área um tecido azulado e fibroso. “É o único tecido que apresenta essa cor. Não há outra estrutura similar ao ponto G na vagina”, disse ele. “Nunca se tinha ido tão profundamente dentro da vagina como essa pesquisa. Essa estrutura mostrou ter potencial de se esticar, de ficar maior, quando estimulada”, reitera. O ginecologista reconhece que a descoberta pode levantar polêmica. “Sei que é um assunto controverso, mas acredito que a estrutura anatômica do ponto G existe. E um corpo foi o suficiente para me dizer isso. O ponto G pode ser diferente em outra mulher, como a minha cor dos olhos é diferente da sua e por isso temos que estudar a anatomia”, disse Ostrzenski. O cientista espera que a "comprovação" da existência do ponto G possa causar impacto nas pesquisas clínicas sobre o tema e na abordagem da função sexual feminina.

Ressalvas

A ginecologista Albertina Duarte, coordenadora do programa de saúde do governo do estado de São Paulo, vê a descoberta com ressalvas. “Todas as pesquisas que favorecem a mulher são bem vindas. Mas é preciso entender que não podemos reduzir a mulher a um pedaço, ela é um todo. É preciso que seja bem discutido esse estudo para não achar que isso é um piercing, que se a mulher não tiver não será feliz”, afirma Duarte. Segundo a médica, já é comprovado que a parte da entrada da vagina responde bem a estímulos, mas o possível ponto G não pode ser o único agregado ao orgasmo da mulher. “Ele pode ser um ponto erótico sim, mas as mulheres têm mais pontos eróticos nos mamilos, nas coxas, no pescoço e no clitóris. O ponto G é o afeto, quando ela se sente desejada”, diz a médica.

De acordo com o ginecologista Gerson Lopes, presidente da Comissão Nacional de Sexologia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), o que já é consenso médico é que a única parte sensível da vagina é o músculo localizado logo na entrada do genital, que pode ficar erétil quando a mulher fica excitada ou a partir da entrada do pênis. “Nunca definiram uma região [para o ponto G] anatomicamente e histologicamente na vagina. (...) É muito mais fácil imaginar que seja o corpo clitoridiano abordado do que um ponto especial”, afirma Lopes.

Sérgio